O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

O mundo parece cada vez mais uma aldeia. E, como é habitual nas aldeias, o que mais prospera é a intriga.

 

Outrora, um rumor tinha uma circulação limitada. Circunscrevia-se ao perímetro da aldeia.

 

Hoje, mantém-se no âmbito da aldeia. Só que esta aldeia é global.

 

Na maior parte dos casos, a intriga atém-se à vida das pessoas.

 

Acaba, entretanto, de assomar à ribalta uma panóplia de segredos diplomáticos que pode configurar uma crise planetária.

 

Invoca-se a transparência para nada se calar. Mas não configurará melhor a transparência respeitar a natureza das coisas?

 

O que é público deve ser tratado em público. O que é discreto deve ser tratado com discrição. Já o que é secreto deve ser tratado com sigilo.

 

Só que isso pressupõe um quadro de valores que estão cada vez mais em débito.

 

Nos tempos que correm, o que tende a prevalecer é o interesse.

 

E, aqui, junta-se o interesse de quem coligiu a informação à volúpia da imprensa e dos leitores.

 

A confiança regride. Mas o negócio prospera.

 

Em quem confiar, hoje? 

publicado por Theosfera às 10:16

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro