O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

A pressão domina, hoje, todos os sectores da vida. Nem a escola escapa. Pensa-se excessivamente nos resultados e pouco nas atitudes.

 

Há muita agitação no meio escolar. Curiosamente, já Simone Weil, que morreu em 1943, erigia a atenção como uma faculdade a que se devia dar...atenção. «A formação da faculdade da atenção é o verdadeiro fim e quase o único interesse dos estudos».

 

Acontece que é aqui onde se encontra, porventura, uma das maiores debilidades. O estudante actual revela uma apreciável agilidade, desempenha uma vasta panóplia de competências com desenvoltura, mas tem dificuldade em crescer na atenção.

 

O desenvolvimento espiritual, para Simone Weil, pode constituir uma ajuda preciosa pois «a oração é feita de atenção».

 

É a atenção que ajuda o estudante «a contemplar com atenção, durante muito tempo, cada exercício escolar falhado». A tentação «é escondê-lo imediatamente».

 

A humildade, «tesouro infinitamente mais precioso do que todo o progresso escolar, pode ser adquirida desta forma»: em lidar, longa e maduramente, com a falha, com o erro.

 

A atenção não consiste em concentrar o pensamento. Consiste, sim, «em suspender o pensamento, em deixá-lo disponível, vazio e permeável ao objecto, mantendo em nós mesmos, próximos do pensamento, os diversos conhecimentos adquiridos que somos forçados a utilizar».

 

O pensamento deve estar «vazio, à espera, sem nada procurar, mas pronto a receber, na sua verdade nua, o objecto que o vai penetrar».

 

No fundo, «os bens mais preciosos não devem ser procurados, mas esperados».

publicado por Theosfera às 20:37

De António a 22 de Novembro de 2010 às 23:12
Estou a conhecer uma Simone WeilL maravilhosa em " ESPERA DE DEUS". Doce, sofrida, bondosa,inteligente, sábia. E muito exigente com ela própria.Há tantas passagens da sua lavra que poderia citar, mas dela, que foi uma grande amiga da Igreja Católica, destaco a seguinte passagem: " A função da Igreja como conservadora colectiva do dogma é indispensável. Mas ela comete um abuso de poder quando pretende constranger o amor e a inteligência a tomar a sua linguagem como norma. Este abuso de poder não procede de Deus. Vem antes da tendência natural de toda a colectividade, sem excepção, para o abuso do poder". E depois acrescenta: " A função própria da inteligência exige uma liberdade total, implicando o direito a tudo negar e nenhuma dominação". Mas é a mesma Simone Weil quem também diz: " Amo Deus, Cristo e a fé católica tanto quanto pertence a um ser assim tão miseravelmente insuficiente amá-los. Amo os santos- excepto alguns que me é impossível amar ou ver como santos. Amo os seis ou sete católicos de uma espiritualidade autêntica que a sorte me fez encontrar no decurso da minha vida"...

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro