O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 22 de Novembro de 2010

As finanças são o sintoma. A economia é o problema. Mas o verdadeiro desastre está na educação.

 

João Botelho pronuncia-se sobre este último ponto. E não hesita em apontar o fim da linguagem dialéctica no ensino. «O bem e o mal desapareceram. A moral desapareceu».

 

Tudo se ressente desta enfermidade inicial. A futilidade domina com presunções de excelência. «Neste momento, à frente do mundo, temos meros produtos televisivos. É a televisão que faz o denominador comum da nossa sociedade».

 

A futilidade gera, inevitavelmente, a acomodação, a ausência de horizontes. «As pessoas deixaram de lutar pelo futuro. Parece que só existe presente».

 

É por isso que as crises podem ser boas «se obrigarem as pessoas a pensar, a mudar, a ter atitudes e a lutar».

 

No entanto, João Botelho afirma-se «mais pela dissidência do que pela resistência».

publicado por Theosfera às 20:15

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro