O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 19 de Novembro de 2010

Se pensarmos bem, a proposta de Cristo está nos antípodas das receitas de auto-ajuda que por aí vão proliferando.

 

Jesus não promete uma via fácil nem uma vida cómoda. Ao invés e como percebeu magistralmente Agostinho de Tagaste, o Senhor «não nos promete segurança e tranquilidade; o que Ele nos anuncia são aflições, tribulações e provas».

 

 Estranho marketing este que visa atrair seguidores através daquilo que mais tende a repelir os potenciais adeptos.

 

 Agostinho recomenda, por isso, «que não nos lamentemos nem murmuremos até porque os sofrimentos que hoje suportamos foram já suportados pelos nossos pais».

 

 Há muitos (isto foi já escrito no século V) «que se queixam do seu tempo, como se tivessem sido melhores os tempos dos antepassados. Porventura não murmuravam igualmente se pudessem voltar a viver os tempos dos seus antepassados? Julgas melhor o tempo passado, simplesmente porque não é o teu».

 

 Determinação, pois, já que é preciso participar na mudança. Mas, ao mesmo tempo, serenidade e mansidão. Os obstáculos não são de agora. A força, essa, é a de sempre. É a força de Jesus.

publicado por Theosfera às 10:17

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro