O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 17 de Novembro de 2010

Respeito, mas, com o máximo respeito, não posso concordar.

 

Tem, nos últimos dias, revivescido o discurso, por parte de altas figuras eclesiásticas, da sociedade sem Deus.

 

Desde logo, não se pode confundir Deus com a Igreja. O problema de muitos, a montante de qualquer razoabilidade da sua posição, não é com Deus; é com a Igreja.

 

Ainda recentemente, Mário Soares assumiu ter passado do ateísmo para o agnosticismo. E o motivo por não ter aderido à fé foi, na sua sua óptica, a proximidade da Igreja com o Estado Novo.

 

Porventura, este juízo nem é justo. Houve muita gente na Igreja que se demarcou e pagou um preço elevado por isso. O próprio Cardeal Cerejeira, amigo de Salazar, muitas vezes dissentiu dele. Discretamente, sem dúvida, mas dissentiu.

 

Releve-se, porém, a base. O juízo pode não ser justo, mas é um sinal.

 

As pessoas mantêm uma profunda ligação a Deus. O recente livro de John Micklethwait e Adrian Wooldrige aí está para o demonstrar. Aqui se documenta, por exemplo, que o domínio da China não é só no plano económico e comercial. Começa a ser também no plano religioso.

 

Só que há um indicador a que não se pode desatender. O crescimento do Cristianismo na China não ocorre apenas pelas igrejas. Verifica-se também à margem das igrejas. Há um número cada vez maior de cristãos a reunir-se em casas particulares.

 

Agora, vir dizer que vivemos numa sociedade sem Deus é mesmo sinal de que não estamos atentos nem a Deus nem á sociedade.

 

A procura até aumentou. E nem o ateísmo está completamente à margem. Zubiri anotava que o ateísmo acaba por ser uma relação com Deus pela via da negação. Negação, mas relação.

 

O que acontece é que a relação com Deus está a fazer-se, crescentemente, longe das igrejas. Sobretudo na Europa.

 

Isto não será um sinal a ter em conta?

publicado por Theosfera às 11:46

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro