O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 07 de Outubro de 2010

A morte rodeia-nos a cada passo.

 

Insinua-se pelo imprevisto e impõe-se pela inclemência.

 

A sensação que deixa é que ela acaba por levar sempre os melhores, os mais puros.

 

É esta a percepção. É aqui que também tem de emergir alguma esperança. Alguma...

publicado por Theosfera às 10:30

De António a 7 de Outubro de 2010 às 11:42
Tomei ontem conhecimento das razões porque alguém se tornou ateu. Andou na catequese e disseram-lhe que Deus é bondoso.Aos 6 anos, a sua querida mãe faleceu.O seu pai não tomou conta dele. Foi criado pelos avós.Quando sua mãe faleceu, também lhe disseram que tinha sido vontade de Deus. Nunca mais perdoou a Deus...

De Licurgo a 8 de Outubro de 2010 às 01:08
Sr. António,
e essa pessoa não cresceu...?

De António a 8 de Outubro de 2010 às 11:23
Senhor Licurgo:

Aprenda a fazer as perguntas certas...

De António a 8 de Outubro de 2010 às 20:05
Essa pessoa cresceu sim. Mas, quando ocorreu a tragédia do Haiti, recordo-me de algumas crianças que foram salvas em situações de quase impossível sobrevivência. Alguns disseram muito pressurosos: " foi milagre". Outras crianças, milhares delas, morreram. E os mesmos que tinham dito " foi milagre" em relação às que foram salvas " in extremis" foram aqueles que, quanto às que faleceram, disseram: " Foi vontade de Deus". Também há ainda muito lugar para se crescer nas abordagens das questões teológicas. E é por aí que devem começar aqueles que falam muito de crescimento para os outros mas nada reflectem sobre as suas próprias contradições e incongruências...

De Licurgo a 9 de Outubro de 2010 às 00:52
Sr. António, onde está a contradição que aponta? Limitei-me a questionar se a pessoa de que fala - cujo sofrimento respeito - cresceu interiormente, e o Sr. aponta-me contradições? É estranho, porque não acrescentei nada de contrário de que resulte contradição.
Se todos os que sofressem - e quem é que não sofre e não carrega uma cruz, mesmo que pequena? - se revoltassem contra Deus, já não haveria crentes neste mundo. Quantos santos não passaram por essas duras provações, tantos desalentos e interrogações? As situações dolorosas são difíceis de aceitar, porque não estamos preparados para a Vida Eterna, e, simples e limitados mortais que somos, não conseguimos penetrar os desígnios de Deus. Resta-nos acreditar na Sua infinita Misericórdia e no Seu amor de Pai.

De António a 9 de Outubro de 2010 às 15:51
Senhor Licurgo:

Depende do que entenda por " crescimento interior". Se crescer interiormente passa por não admitir as patentes incongruências teológicas, que provêm, amiudadas vezes, de desviantes teses interpretativas do conceito de Deus, sim, isso é crescimento interior.Eu pergunto: quantos ateus provieram dos bancos da catequese, tem ideia ? Alguém medianamente atento pode admitir que Deus tenha estado a inspirar o Levítico e o Deuterónimo e depois se tenha manifestado em Jesus de Nazaré ? Não fazem também parte esses livros da Bíblia Sagrada ? O que é que o Deuterónimo e o Levítico têm de sagrado ? O Deus que alegadamente inspirara Moisés a confirmar a lapidação de mulheres adúlteras é o mesmo que, em Jesus de Nazaré, salvou a mulher adúltera dessa suposta " lei divina" ? o Senhor Licurgo perguntou se essa pessoa cresceu interiormente. Devia primeiro perguntar-se quantos ateus provieram dos bancos de uma catequização inaceitável...


mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro