O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 03 de Outubro de 2010

Costuma pensar-se que a república não tem rei.

 

Mas o que é a república, afinal? Qual a sua essência?

 

Se considerarmos a república o regime de cidadãos livres perante a lei, depararemos com algumas surpresas.

 

Por este padrão, teremos de considerar a Inglaterra como uma república e a China ou Cuba não.

 

Aliás, Portugal era já era uma espécie de república com rei desde a revolução liberal.

 

O absolutismo monárquico tinha sido substituído pela monarquia constitucional.

 

O que levou ao 5 de Outubro terá sido, acima de tudo, a instabilidade e a falência do rotativismo entre os dois principais partidos.

 

No capítulo económico, não deixa de ser sintomático verificar como, desde o liberalismo (passando pela I República), as contas públicas entraram em roda livre.

 

Foi preciso uma ditadura para recuperar.

 

Será que não é possível conciliar a democracia com o rigor e, sobretudo, com a justiça?

publicado por Theosfera às 12:50

mais sobre mim
pesquisar
 
Outubro 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro