O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 15 de Julho de 2010

O aluno é o que ouve o mestre. O discípulo é o que convive com o mestre.

 

Esta diferença não é nada despicienda. É fundamental. Necessária. Decisiva.

 

A Igreja, enquanto comunhão, não é uma democracia; é mais que uma democracia. Será uma agapocracia (poder do amor).

 

Há aspectos em que pode valer-se do registo democrático. O funcionamento de uma estrutura, a avaliação de uma actividade, etc.

 

No que toca ao opinável, é perfeitamente legítimo pôr à discussão e seguir as regras da democracia.

 

No que concerne ao imperativo, é diferente. Não se pode pôr à discussão a doutrina, a oração ou a missão.

 

O que vem de Deus, via Jesus Cristo, é para seguir. Aliás, era este o verbo que Ele usava: «Vem e segue-Me».

 

publicado por Theosfera às 10:31

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

11
17

18
19
20
21
24

25
26
27
28
30


Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro