O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 12 de Maio de 2010
Na oração das Vésperas, Bento XVI apelou aos sacerdotes que cumpram fielmente a sua vocação, com «coragem e confiança», pedindo «particular atenção» ao «esmorecimento dos ideais sacerdotais» ou a «actividades discordantes» do «que é próprio» para os padres.

 

Bento XVI pediu numa oração que, através da intercessão de Maria, «possa a Igreja ser renovada por santos sacerdotes» e que estes não esmoreçam “«esta sublime vocação», nem cedam aos egoísmos ou «às lisonjas do mundo e às sugestões» do mal.

 

 

publicado por Theosfera às 21:11

De António a 12 de Maio de 2010 às 23:09
Quando o Cardeal Angel Sodano, na missa de domingo de Páscoa emitiu algumas considerações sobre o escândalo dos abusos sexuais, dirigiu-se a Bento XVI afirmando esta “ pérola”: "Está consigo todo o povo de Deus, que não se deixa impressionar pelos mexericos do momento". Não me consta que Bento XVI se tenha insurgido contra essa declaração lisonjeira do Cardeal Sodano. Aliás, não só não se insurgiu, como, quando interveio, o Papa Bento XVI acrescentou: «Jesus, insultado, não respondeu aos insultos.» Que insultos? Que inimigos da Igreja, que Bento XVI nunca identificou? Agora, Bento XVI já refere, e não era sem tempo, que os maiores inimigos da Igreja estão dentro dela. E, o Cardeal Schonborn, aluno e amigo de Bento XVI, sobre o Cardeal Sodano, pronunciou-se nos seguintes e nada meigos termos: "“Ele cobriu os abusos e agora ofende as vítimas”. Os abusos tinham sido do Cardeal Hans Hermann Groer. Não me consta também que Bento XVI tenha desmentido o Cardeal Schonborn. Mas pergunto: que aconteceu ao louvaminheiro Cardeal Sodano, que tão pressurosamente saiu em defesa de Bento XVI na homilia da mais recente Páscoa? Nada? Tudo isto pode acontecer, sob a perplexidade do mundo, e não se passa nada, para além de repetitivas frases de circunstância, que tanto dão para um lado como para o outro? A barca anda completamente à deriva e não serão frases circunstanciais que a vão salvar do descrédito, se a navegação for assim feita à bolina do sabor do vento. As manifestações populares em Portugal valem o que valem. O agitar de bandeiras não destrói as incongruências. O mundo, porém, está atento e Cristo, esse, não dorme

De Maria da Paz a 13 de Maio de 2010 às 12:26
Sim, Cristo não dorme, como muito bem disse V. Ex.ª. E eu creio firmemente que Ele renovará a Sua Igreja.
Maria da Paz


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro