O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

O Prof. Doutor Freitas do Amaral considerou hoje que a viagem de Bento XVI a Portugal ficará na história pelas declarações feitas a bordo do avião, em que o Papa reconheceu a crise no interior da Igreja.

 

 

Bento XVI «está a revelar-se um Papa diferente daquilo que pintaram quando foi eleito». 

 

«É uma confissão que nenhum Papa tinha feito e é difícil de ver um líder de uma organização, mesmo que laica, a reconhecer que a crise está no seio da sua organização», afirmou o docente universitário, realçando: «Não é só um problema de confissão, arrependimento e penitência. É um problema de justiça, porque a pedofilia é um crime». 

publicado por Theosfera às 19:19

De António a 12 de Maio de 2010 às 19:45
As questões que envolvem a ICAR respeitam a todos. E não apenas mas também a toda a Cristandade. Se eu tivesse a possibilidade de conversar com Bento XVI não o louvaminharia. Tratá-lo-ia, nem mais nem menos, com o mesmo respeito com que gosto de tratar todos os irmãos, porque todos somos filhos de Deus. Mas teria, sim, algumas perguntas incómodas para lhe colocar e seriam estas:

" Estimado Papa Bento XVI, considera que o Papa João Paulo II deve ser considerado como herege, relativista moral e em situação de automática excomunhão " latae sententiae" por ter peremptoriamente negado o inferno como local físico, ao referir publicamente em 1999 que "o céu não é o paraíso nas nuvens nem o inferno é aterradora fornalha. O primeiro, é uma situação em que existe comunhão com Deus e o segundo é uma situação de rejeição»?

“Não é dogma de fé, fundamental da Igreja Católica, a caracterização do inferno como local físico e eterno de chamas ardentes, na visão literalista e não meramente simbólica supostamente revelada pela Senhora de Fátima à Irmã Lúcia? “

“Se alguém, incluindo um papa, afirmar algo contra uma verdade dogmática de fé, conhecendo que como tal esta está perpetuamente assente, não incorre em imediata excomunhão " latae sententiae" ?

“Quando alguém incorre numa heresia, perante a doutrina dogmática de fé da Igreja Católica, o facto de ser papa exclui-o da aplicação dos princípios gerais?”

“Se o saudoso Papa João Paulo II tiver incorrido numa heresia, atentatória de um dogma de verdade de fé, pode vir a ser canonizado como santo? "

“ Segundo a Doutrina Cristo, podem existir “ pecados colectivos” ?

“ Se não existirem “pecados colectivos”, é concebível e teologicamente admissível, à luz do Evangelho ou dos próprios princípios da Tradição, que Deus castigue indiscriminadamente populações inteiras por supostos pecados, individualmente praticados?

Tenho plena consciência que estas perguntas, feitas em termos respeitosos, seriam embaraçosas para Bento XVI. Mas o respeito que é devido a qualquer pessoa não se esgota nas atitudes de sincero apreço e leal concordância.

Quanto às louvaminheiras, que não radicam na sinceridade do coração, essas são sempre desrespeitosas…


De António a 13 de Maio de 2010 às 23:49
Estimado Padre João António:

Estava erradamente convencido que o conceito de Inferno Físico era dogma irreformável da Igreja Católica. Tinha lido algo sobre essa caracterização em Pio X, segundo julgo, a partir de uma primeira análise efectuada sobre a Constttuição Benedictus Deus, de Bento XII . E assim fui induzido em erro. Só agora verifiquei que, na definição dogmática da ICAR, não há nenhuma alusão ao inferno enquanto concreto local físico e fico muito feliz que assim seja. Peço desculpa da referência injusta que involuntariamente fiz ao Papa João Paulo II, que, aliás, sinceramente estimo. Penitencio-o do meu lapso e, quando vir que estou a laborar em erro, grato fico se me corrigir. Abraço amigo...

De Theosfera a 14 de Maio de 2010 às 11:51
Bom Amigo. Creio que já escrevi algo sobre isso. Mas, de facto, a Igreja nunca falou do inferno (do céu e do purgatório) como de lugares físicos. Houve, sim, por parte da arte, uma necessidade de figuração que passou para a alma popular.
Abraºo amigo.


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro