O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

São odiosas, mas inevitáveis as comparações.

 

Há muita gente que insiste em comparar Bento XVI com João Paulo II.

 

E não falta quem estabeleça clivagens entre os dois.

 

É óbvio que as personalidades são diferentes.

 

A maior igualdade está nas diferenças.

 

Mas há lugares-comuns que se vão instalando e que conviria desmontar.

 

Quem pensa que os conteúdos são distintos deverá ler os discursos de João Paulo II e Bento XVI para se aperceber de que o essencial é idêntico. O Papa não fala em nome próprio. Fala (e age) em nome da Igreja, de Jesus Cristo.

 

Depois, há um pormenor que vale a pena reter.

 

João Paulo II viajou muito, sem dúvida. Mas, em apenas cinco anos, Bento XVI já conta quinze viagens.

 

Para alguém com mais de 80 anos é obra!

 

Mas há coisas que não enganam: o ar do Papa em Portugal é o ar de alguém feliz!

publicado por Theosfera às 11:12

De António a 12 de Maio de 2010 às 17:06
O Papa está feliz e eu fico contente que esteja feliz. Nenhuma felicidade de qualquer ser humano me é alheia. Mas as tampas de saneamento da minha cidade estão a ser tapadas, com o receio de uma eventual bomba que pudesse atentar contra a vida de Bento XVI. Pergunto:não somos todos filhos de Deus ? E o povo que se aglomerar também junto dessas tampas não merece iguais cuidados ? Uma hipotética bomba não deveria poder atingir Bento XVI ? E os restantes filhos de Deus pode ? Bento XVI não acredita na protecção da Senhora de Fátima nos mesmos moldes invocados por João Paulo II ? Em que ficamos ?...

De Theosfera a 12 de Maio de 2010 às 18:59
Não há dúvida de que todo o ser humano merece protecção. E os mais pequenos muita mais. Mas também é verdade que o Papa sempre corre mais riscos de vida que qualquer um de nós...
Abraço amigo.


mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro