O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

Nunca sabemos tão pouco como quando parece que sabemos tudo.

 

É importante que a Teologia se capacite de que ela só se faz no terreno, na vida, na oração.

 

A secretária, o gabinete e o computador vêm depois.

 

Uma Teologia que se pretenda só Teologia nem Teologia consegue ser.

 

O livro que não nascer na vida não chega à vida.

publicado por Theosfera às 10:06

De António a 10 de Maio de 2010 às 14:21
Verdade, estimado Padre João António. Vivemos num mundo em que levantar questões teológicas não é prudente. Mas Cristo foi prudente e não suscitou Ele várias questões teológicas perante os fariseus do Seu tempo ? Cristo foi muito pouco prudente. Se tivesse sido mais cauteloso não teria sido Crucificado. A Sua entrada intempestiva no Templo, fustigando os vendilhões que lá se encontravam e libertando simbolicamente o Espírito Santo, nas pombas que se encontravam aprisionadas, conduziu-O decisivamente ao Martírio. Mas se Cristo não tivesse discutido com os fariseus as novas questões teológicas, o Cristianismo não teria emergido. Teremos forma de honrar Cristo ? Temos sim. Recordarmos mais vezes a simplicidade cristã de João Paulo I. A bondade estampada no seu rosto sorridente e luminoso. Porque é que Deus nos leva rapidamente os Seus melhores filhos ? Também porque Ele nos aparece de forma fugaz. Einstein dizia que a coincidência era a forma de Deus se manifestar. E tinha razão. Einstein foi um visionário, também no domínio religioso.E os 33 simbólicos dias do curto mais grandioso pontificado de João Paulo I não enganam. Hoje, é preciso, mais do que nunca, atentar no exemplo angelical de João Paulo I. Que a ICAR se reconduza à simplicidade de S.Francisco de Assis e de João Paulo I são os meus votos. Ou a Igreja Católica segue essa linha profundamente cristã ou, mais tarde ou mais cedo,afunilará na expressão de mera seita inexpressiva. A história mostra que todos os impérios ruíram. Menos um: o do Espírito Santo. A porta para a entrada no Espírito Santo, todos sabemos que é estreita e exigente. Uma teologia que não se abra a essa porta estreita. Que prefira o caminho da ostentação material e de um rumo cego e inflexível, corre o risco de cair no abismo...

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9
15





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro