O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 25 de Abril de 2010

Outrora, as ditaduras eram fruto da imposição de alguns. Hoje, correm o risco de ser fruto da desistência de muitos.

 

Não se pode exaltar a liberdade e, depois, não aceitar a crítica.Mas também não é possível praticar a maledicência e a ofensa como expressão de liberdade.

 

A liberdade tem custos. O diálogo tem regras. Pelo menos, as da decência.

 

Haverá um fundamento teológico da democracia?

 

Eis o que nos diz António Sérgio que, não sendo teólogo, faz teologia neste campo: «A criação é como é porque o Criador Se quis obrigar a respeitar a liberdade da criatura. Deus enunciou a lei; não instituiu, porém, a censura; deixou-nos a liberdade de proceder, com a responsabilidade pelos nossos actos. É blasfémia para todo o cristão o colocar-se um homem acima de Deus negando-se a respeitar o que Deus respeitou. O verdadeiro religioso não pode ser senão democrata».

 

Eis, entretanto, as razões que ele apresenta para que seja tão difícil viver sob este regime: «O que mais dificulta que a boa semente democrática germine é a terrível falta constante de autodomínio e de "assessego", de esforço para a objectividade e para a ordenação do espírito. Expressamo-nos de maneira cálida e explosiva, com muita impetuosidade e em voz alta, sem querer ouvir quem nos fala, sem rebates de consciência quanto à exactidão do que afirmamos».

 

publicado por Theosfera às 19:20

De António a 25 de Abril de 2010 às 21:45
António Sérgio disse tudo de forma perfeita.E o estimado Padre João António também. Nós dizemos que somos democratas mas não somos.Temos imensa dificuldade em debater ideias diferentes e contrárias. E,se olharmos para as diversas religiões, o panorama é desolador. Intolerância e despotismo teológico às carradas.Espiritualidade é algo bem diferente. Estamos a anos-luz do Coração de Deus.Se alguém sustenta que o Deus do Amor nos toca a todos,se O quisermos escutar, logo aparem os centuriões de defesa da fé a escarnecer desse diálogo interno com Deus. E preferem o Deus dos escritos humanos. Mesmo e sobretudo se esse demiurgo se impuser ao Deus que nos fala ao coração.Por isso é que Deus permanece soterrado. Por causa dos empedernidos centuriões de fé, dos incautos que confundem fé com superstição e crendice. E, acima de tudo, por causa dos homens bons que assistem a isto tudo, silenciando e compactuando...


mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro