O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 19 de Abril de 2010

Em qualquer actividade, é fundamental estabelecer prioridades.

 

Poderemos fazer muitas coisas, mas se deixarmos de lado aquilo que é prioritário, o êxito ficará comprometido e a coerência estará ameaçada.

 

No discernimento acerca do valor de qualquer instituição, tem de entrar, pois, esta pergunta: será que estamos a fazer o que é mais importante?

 

É que, hoje em dia, há uma tendência cada vez maior para essencializar o que é relativo e para relativizar o que é essencial. Nem a própria Igreja escapa a esta propensão.

 

Jesus, o Fundador e o perene Fundamento da Igreja, estabeleceu o Reino de Deus e a Justiça como absolutamente prioritários.

 

Assim O ouvimos no discurso inaugural do Seu ministério: «Procurai, em primeiro lugar, o Reino de Deus e a sua justiça e tudo o resto vos será dado por acréscimo» (Mt 6, 33).

 

Sendo a Igreja, como avisa S. Paulo, a nova corporeidade de Cristo, é de esperar que a prioridade de Cristo seja a prioridade da Igreja.

 

Isto significa que o que está em primeiro lugar para Cristo tem de estar em primeiro lugar para a Igreja.

 

Não raramente, salta à vista a impressão de que chegamos ao ponto de inverter a prioridade preceituada por Jesus.

 

Glosando o supracitado princípio, parece que procuramos tudo o resto em primeiro lugar e, só depois e se sobrar tempo e disposição, é que dedicamos algum tempo ao Reino de Deus e à sua Justiça.

publicado por Theosfera às 10:39

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro