O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 27 de Março de 2010

Um artigo inquietante com uma conclusão (deveras) pertinente: «A Igreja nunca erra quando é fiel ao Evangelho».

 

Não o subscreverei na íntegra, mas reconheço bastante acutilância ao que Pedro Mexia hoje diz no Público.

 

Urge reflectir bastante. E inflectir depressa.

publicado por Theosfera às 14:30

De António a 27 de Março de 2010 às 14:49
Deus é Subtil. E a Sua Presença faz-se subtilmente sentir.Não foi Cristo quem nos interpelou para estarmos vigilantes ? Pois Deus também está Vigilante e só Cristo é verdadeiramente o Condutor da Sua Igreja. Os tempos de crise podem ser extremamente vivificadores. Os da paz podre, não. Quando o homem, todo o homem sem excepção, é capaz de reconhecer os seus erros e arrepiar do caminho errado, é nesse momento que mais próximos estamos de Deus. A soberba é apanágio do erro. A humildade é o rumo para Deus...


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro