O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 20 de Março de 2010

A primeira leitura dá o tópico: o incómodo tem de ser eliminado, seja por que meio for.

 

O Evangelho aponta o que é habitual nestes casos: dissecar sobre coisas laterais (como saber se Jesus é da Galileia).

 

Sucede que em causa está o essencial. E o essencial é que, como refere o mesmo Evangelho deste dia, nunca houve ninguém como Jesus.

 

Isso é que é perturbador. Ontem. E hoje.

publicado por Theosfera às 11:26

De António a 20 de Março de 2010 às 17:28
"ACREDITO AGORA QUE AJO DE ACORDO COM AS PRESCRIÇÕES DO CRIADOR OMNIPOTENTE. LUTANDO CONTRA O JUDAÍSMO, ESTOU REALIZANDO A OBRA DE DEUS." ( ADOLFO HITLER)

Não há maior perversão do que esta. Aqueles que dizem acreditarem em Deus fazerem exactamente o contrário do que Cristo ensinou. E ainda por cima sentirem-se divinamente justificados para assassinar e torturar.

Seja Hitler, Pinochet, Franco ou Salazar. Ou outros que tais…

E porque é que estas personagens históricas conseguem manipular a religião em favor dos seus dogmas políticos?

Por omissão de muitos que silenciam as críticas justas.

Homens com a envergadura ética dos católicos Aristides Sousa Mendes ou de D. António Ferreira Gomes há poucos.

Mas são estes de que o mundo mais precisa quando é preciso fazer o contraponto ao despotismo e à intolerância.

O Papa Inocêncio III poderia ter aprendido algo de verdadeiramente cristão com S. Francisco de Assis.

Em todo o caso, no domínio da Santidade, quem ficou Santo foi Francisco de Assis...

Francisco de Assis esteve sempre com Deus. Inocêncio III, não.

Vale a pena atentar nas palavras de Eric Voegelin, a propósito das várias condutas omissivas ao fenómeno do Nazismo, para vermos que se " O INCÓMODO É PARA ELIMINAR", por seu turno O MAIS CÓMODO É SILENCIAR:


“As Igrejas não foram capazes de defender a dignidade do homem, não apenas de defendê-la com sucesso, mas sequer de defendê-la, porque eles próprios, leigos e clérigos, também foram participantes dessa corrupção, mesmo num grau menor que o dos próprios nacional-socialistas. A Igreja também perdeu o contacto com a realidade.”







mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro