O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 08 de Março de 2010

«Só Deus é bom.

Todo o bem da pessoa é, a seu modo, divino.

Esta é a essência da religiosidade.

Religião não é só um conjunto de práticas, mas esta abertura da constitutiva bondade para Deus.

A vida eterna não é outra vida além desta, mas esta mesmíssima vida porque viver não consiste em fazer coisas, mas em possuir-se a si mesmo.

E possuir-se a si mesmo em Deus é a vida una e única neste mundo, desde o nascimento até depois da morte, por toda a eternidade.

Eternidade não é duração eterna, mas modo de realidade, realidade perene, realidade eterna»!

publicado por Theosfera às 10:49

De António a 8 de Março de 2010 às 14:14
Creio que Eternidade também é " duração eterna". No nº 70 do Catecismo da Igreja Católica, aparece referido que "a alma espiritual não vem dos pais, mas é criada directamente por Deus e é imortal. Separando-se do corpo no momento da morte, ela não perece; voltará a unir-se novamente ao corpo, no momento da ressurreição final." E no nº 270 consta que"a vida eterna é a que se iniciará imediatamente após a morte. Ela não terá fim. Será precedida para cada um por um juízo particular realizado por Cristo, juiz dos vivos e dos mortos, e será confirmada pelo juízo final.”
Subscrevo o nº 70, exceptuando o último parágrafo, pois creio que as nossas almas evoluem para Deus, não para um momento em que se unirão novamente aos nossos corpos materiais. Nós somos almas com corpos e os anjos não necessitam de corpos físicos. Evoluiremos todos para anjos e Deus conhece o Caminho. Quanto ao nº 270, não concordo. A vida já é eterna. E o nº 270 contradiz o nº 70, onde se refere que " a alma é imortal".Os " juízos particulares" vão sendo feitos por nós. Cristo não é nenhum juiz à moda da mesquinha antropomorfização humana e foi claro, no episódio da mulher adúltera, ao dizer que não veio para condenar. Isso não significa que Deus não nos tenha conferido a possibilidade de nos amargurarmos com os nossos erros e pecados. Esse é o inferno das nossas consciências, mas não é eterno, como bem e superiormente sustentou Orígenes, segundo o qual todas as almas deveriam alcançar Deus. Outra tese não faz sentido, à luz do critério da Infinita Bondade de Deus...


mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro