O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 06 de Março de 2010

O discernimento é sempre a tarefa prioritária.

Nela, o mais importante não pode jamais ser trocado pelo mais urgente.

Haverá coisa mais urgente que o mais importante?

 

publicado por Theosfera às 00:00

De António a 6 de Março de 2010 às 01:19
O meu querido filho, quando era criança, fazia as habituais " asneiras" de menino. Quando eu lhe perguntava se achava correcto dar beliscões aos primos, ele dizia-me que não. Depois, indagava: " mas, se sabes que está errado, porque insistes ?". Ele respondia: " ó papá, eu sei que está errado, só que às vezes não consigo..." Nós, adultos, também somos muitas vezes, como as crianças: discernimos mas não conseguimos. Só que, para as crianças,o Reino de Deus está sempre presente, mesmo quando não conseguem observar o que está certo. Com efeito, alguém imagina alguma criança a definir dogmaticamente, depois de muito ponderar e discernir, que há um Deus bondoso que permite que alguns dos Seus filhos se auto-condenem a um eterno braseiro de chamas ardentes ? Isto de " discernimento" dos adultos tem muito que se lhe diga...

De Mª Amélia a 6 de Março de 2010 às 16:59
Por estranho que lhe pareça, caro António, uma criança tem, (sempre) um maior discernimento do que nós, adultos…e mais, digo-lhe que elas possuem um senso de justiça…muito apurado, a ponto de até, por vezes serem quase cruéis!

Sou professora…por isso tenho alguma legitimidade para lhe afirmar que é muito mais fácil educar uma criança do que consertar um adulto!

Falar para as crianças sobre Jesus e a Virgem Maria…torna-se
encantador, imensamente gratificante, pois elas são tão puras e receptivas…aceitam de tal forma o transcendente…a ponto de não oferecerem qualquer tipo de resistência!
Por isso Jesus tanto amou as crianças! “Deixai vir a Mim as Criancinhas pois é delas é o Reino dos Céus…”

Veja a nossa responsabilidade…perante o que ensinamos às nossas crianças! Os valores que lhes transmitimos…Como é que nós não vemos…(nem discernimos) que é, precisamente por causa de terem tirado Deus das Escolas…que acontecem os “Bullyings…e temos vítimas como os “Leandros “ da vida?

Uma criança, querido António pode não saber definir um Dogma…porque exige alguma maturidade, assim como…a necessidade em adquirir o conceito da palavra!

Mas ela (criança) sabe perfeitamente que Jesus é Misericordioso e Justo…e que, para perdoar…exige o nosso arrependimento sincero…que pressupõe o propósito de emenda…e que só nos perdoa, na medida em que nós perdoamos ao nosso próximo…

Cordialmente em Cristo!
Mª Amélia!


De António a 6 de Março de 2010 às 20:00
Estimada Maria Amélia:não me parece que uma criança tenha menor discernimento do que um adulto, bem pelo contrário. Não imagino sequer que uma criança possa conceber Deus simultâneamente bondoso e justicialista. Claro que nós, adultos, podemos sempre conduzir uma criança a ver Deus de uma forma distorcida. Eu conheci Deus em criança antes mesmo de ir para a catequese. E posso dizer-lhe que ,nem no pior dos cenários teológicos, essa criança, que eu já fui , imaginaria Deus a permitir que os Seus filhos pudessem auto-condenar-se a um inferno eterno de chamas crepitantes, na companhia de demónios com " formas horríveis e asquerosas de animais espantosos e desconhecidos,mas transparentes como negros carvões em brasa"...

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2010
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro