O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 21 de Novembro de 2013

O que o padre diz a Deus:

É duro estar sozinho,

sozinho diante de todos,

sozinho diante do mundo,

sozinho diante do sofrimento, do pecado, da morte.



O que Deus diz ao padre:

Não estás só, Meu filho.

Eu sou teu.

Eu precisava, na verdade, de uma humanidade para continuar a Minha Encarnação e a Minha Redenção.

Desde toda a eternidade, Eu te escolhi.

Eu preciso de ti.

Preciso das tuas mãos para continuar a abençoar.

Preciso dos teus lábios para continuar a falar.

E preciso do teu corpo para continuar a sofrer.



O que o padre volta a dizer a Deus:

Senhor, eis-me aqui:

eis o meu corpo,

eis o meu coração,

eis a minha alma.

Faz-me bastante grande para atingir o mundo,

bastante forte para carregar com ele,

bastante puro para o abraçar.

Faz com que eu seja um ponto de encontro,

caminho que não penda para si próprio

em que não haja nada que não conduza para Ti.


Adaptado de um texto de Michel Quoist

publicado por Theosfera às 12:02

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres




O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro