O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 25 de Novembro de 2013
1. O lugar primeiro na fé não é o texto nem a conferência. O lugar primeiro na fé só pode ser a vivência.
É certo que a fé pode passar pela literatura e escorrer pelo colóquio. Mas, para chegar aí, ela tem de brotar da vida. Da vida de Deus. Da vida com Deus.
 
2. Na Bíblia, notamos que a fé aparece como resposta à proposta de Deus.
Deus toma a iniciativa de vir ao encontro do homem, falando a linguagem do homem e fazendo-Se, Ele próprio, homem em Jesus Cristo.
 
3. É curioso notar que, no hebraico, a palavra «fé» (emunah) tem a mesma raiz da palavra «verdade» (emeth).
A verdade de uma pessoa radica na credibilidade da sua conduta. É essa credibilidade que suscita a relação e provoca a adesão.
 
4. Percebe-se, neste sentido, que a fé seja, primordialmente, para cultivar na oração e para testemunhar na missão.
É deste modo que ela envolve todo o ser do crente.
 
5. Na fé, a vida ocupa, pois, o lugar prioritário. Não quer dizer que o texto tenha um lugar periférico.
O lugar do texto deve ser um lugar radial procurando servir de ressonância da fé que está na vida.
 
6. Aliás, a fé será bem reflectida se for bem vivida.
E a vivência da fé passa, em fundamental medida, pelo amor repartido, pela justiça partilhada, pela paz construída e pela opção pelos mais pequenos deste mundo.
 
7. Da fé falará quem a conhece. Mas só a conhece quem a vive.
A fé é totalizante. Não pode ser parcializada. Só deverá ser pensada — e dita — na medida em que for vivida.
 
8. É possível conhecer o dogma da fé, a doutrina da fé e a ciência da fé e, mesmo assim, não viver a fé. É uma possibilidade. É um risco.
Nem sempre os grandes tratados retratam grandes vivências. Nem toda a teologia inspira uma existência teologal.
 
9. É por isso que, na fé, o maior especialista não é o perito; é o santo.
O que mais convence não é o argumento; é o testemunho. Sempre o testemunho. Cada vez mais o testemunho!
 

 

10. O Ano da Fé terminou. Mas, ano após ano, a porta da fé mantém-se aberta.

Não fiquemos, porém, à porta. Entremos na casa. A fé é para todos. A fé é para sempre!

publicado por Theosfera às 00:23

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro