O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 28 de Setembro de 2013

Eis o grande companheiro de jornada na viagem que fazemos pelo tempo: o erro.

É ele que nos acompanha, mesmo quando o pretendemos afastar.

Acompanha-nos quando andamos desprevenidos. Mas não nos deixa de visitar quando nos sentimos precavidos.

Luc de Clapiers era mesmo de opinião que «ninguém está mais sujeito ao erro do que aquele que só age depois de ter reflectido».

Mas, ao menos, esse ainda saberá que erra.

Quem reflecte, pode errar. Mas quem não reflecte, erra com certeza.

E, pior, nem se apercebe do erro!

publicado por Theosfera às 11:25

De Anónimo a 28 de Setembro de 2013 às 13:17
Algo que me incomoda profundamente em certos católicos é o facto de pretenderem sempre conciliar o inconciliável, nunca admitindo qualquer tipo de erro ou conflitualidade na sua doutrina. Digo isto a propósito da notória contradição que existe entre a passagem de Marco 16:16 e a posição assumida pelo papa Francisco, a propósito da salvação dos ateus. Em Marco 16: 16, Cristo teria dito aos seus discípulos:"Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado". Passados mais de 2000 anos, o papa Francisco veio desdizer essa passagem evangélica, quando publicamente afirmou que até os ateus seriam salvos, desde que praticassem o Bem e fossem fiéis à sua própria consciência.

Assim, qual dessas posições deve ser seguida ? A de Jesus Cristo ou a do papa Francisco ? Elas são absolutamente inconciliáveis e não pode haver jogo de retórica que consiga torná-las teologicamente conviventes.

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro