O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 22 de Setembro de 2013

A memória não é só o repositório onde os acontecimentos se guardam.

É também (e sobretudo) o espaço onde as coisas voltam a acontecer.

Esta é a sensação que sentimos. E é também o que Paul Auster afirma no seu mais recente livro: «A memória é o lugar onde tudo acontece pela segunda vez». E, aspecto nada despiciendo, é o âmbito onde tudo acontece mesmo quando, porventura, mais nada acontecer.

Ao contrário da natureza, no homem a primavera não se repete. Apenas se recorda. O inverno, para o ser humano, é a última estação. Talvez seja a melhor. A que nos conduz à eternidade!

Quando os anos passam e a vida se prolonga significa que já se escapou à morte muitas vezes; que já se venceu a morte muitas vezes; que, no fundo, já se morreu muitas vezes. Só falta morrer a última vez. Só falta dar o último passo!

publicado por Theosfera às 08:30

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro