O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 31 de Agosto de 2013

Afinal, que levaremos connosco quando partirmos?

O que conquistámos? O que acumulámos? O que amealhámos?

Saadi Muslah-Al-Din tinha uma certeza: «Quando morreres, só levarás aquilo que tiveres dado».

A nossa dádiva será o nosso rasto, o nosso lastro.

O que tivermos dado na vida de alguém ajudará que a nossa marca se prolongue.

Só quem vive para dar, dará motivos para viver. E para nunca deixar de sobreviver!

publicado por Theosfera às 09:12

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro