O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 03 de Agosto de 2013

Vivemos entalados entre revoluções.

Cultivamos a nostalgia das revoluções do passado. E alimentamos o sonho das revoluções do futuro.

Entre umas e outras estagnamos. Falta, segundo Gilberto Gil, «fazer a revolução de cada dia», a «revolução do viver».

Será impossível viver outramente?

Importante é tentar. Decisivo é não desistir de tentar. A partir de agora.

O futuro virá, queiramos ou não. Depende de nós que ele tenha as marcas da nossa mudança!

publicado por Theosfera às 21:55

De Comentário sem relação com o post ? a 3 de Agosto de 2013 às 23:22
Sistema de trabalho por turnos (a minha escolha) . Trabalhador A trabalha nos dias 1--,4,5,6----11,12,13,14,15 -----21,22,23,24---28,29 - (dias 31 é prá barrela). Trabalhador B nos dias a tracejado. Isto das 8 às 14 e das 14 às 20.
Quinze dias de trabalho mensal, 6 horas por dia num ritmo de 1-3-5-4-2 (15 dias). Isto, pelo menos, para tarefas rotineiras (funcionários públicos que lidam com papelada, por exemplo), e tarefas particularmente duras, nomeadamente na agricultura, construção civil e muitas outras.
Tenho outro sistema para a distribuição do lucros das empresas : todo o lucro é dividido pelos trabalhadores, rendimentos donde seriam deduzidos impostos e uma percentagem ( a decidir) para o investidor e claro, para o funcionamento e investimento da empresa. As empresas não pagam impostos e os patrões recebem retorno a partir de uma percentagem dos salários dos trabalhadores dos quais o Estado retirará impostos..
Esta última não sei se está bem esgalhada mas a primeira tenho (quase) a certeza ! :) Trabalhar 8 h /dia 5 dias/semana durante 11 meses,numa repartição pública, é um atentado aos direitos humanos.
O primeiro sistema já expus a amigos, um deles disse que era horrível. Acho que foi despeito por não ter sido ele a parir a ideia. Chamem-me idiota mas acho que pelo menos "estéticamente" estão bem pensadas. Salvo seja da modéstia

De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

(moderado)
Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



O dono deste Blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro