O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 03 de Agosto de 2013

Vivemos entalados entre revoluções.

Cultivamos a nostalgia das revoluções do passado. E alimentamos o sonho das revoluções do futuro.

Entre umas e outras estagnamos. Falta, segundo Gilberto Gil, «fazer a revolução de cada dia», a «revolução do viver».

Será impossível viver outramente?

Importante é tentar. Decisivo é não desistir de tentar. A partir de agora.

O futuro virá, queiramos ou não. Depende de nós que ele tenha as marcas da nossa mudança!

publicado por Theosfera às 21:55

De Comentário sem relação com o post ? a 3 de Agosto de 2013 às 23:22
Sistema de trabalho por turnos (a minha escolha) . Trabalhador A trabalha nos dias 1--,4,5,6----11,12,13,14,15 -----21,22,23,24---28,29 - (dias 31 é prá barrela). Trabalhador B nos dias a tracejado. Isto das 8 às 14 e das 14 às 20.
Quinze dias de trabalho mensal, 6 horas por dia num ritmo de 1-3-5-4-2 (15 dias). Isto, pelo menos, para tarefas rotineiras (funcionários públicos que lidam com papelada, por exemplo), e tarefas particularmente duras, nomeadamente na agricultura, construção civil e muitas outras.
Tenho outro sistema para a distribuição do lucros das empresas : todo o lucro é dividido pelos trabalhadores, rendimentos donde seriam deduzidos impostos e uma percentagem ( a decidir) para o investidor e claro, para o funcionamento e investimento da empresa. As empresas não pagam impostos e os patrões recebem retorno a partir de uma percentagem dos salários dos trabalhadores dos quais o Estado retirará impostos..
Esta última não sei se está bem esgalhada mas a primeira tenho (quase) a certeza ! :) Trabalhar 8 h /dia 5 dias/semana durante 11 meses,numa repartição pública, é um atentado aos direitos humanos.
O primeiro sistema já expus a amigos, um deles disse que era horrível. Acho que foi despeito por não ter sido ele a parir a ideia. Chamem-me idiota mas acho que pelo menos "estéticamente" estão bem pensadas. Salvo seja da modéstia


mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro