O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 04 de Novembro de 2015

Se os nossos representantes olhassem fundamente para a realidade, notariam que as pessoas estão cansadas do que têm visto e não parecem entusiasmadas com o que lhes é dado ouvir.

Não será possível haver um entendimento que coloque alguma flexibilidade no rigor sem que o rigor desapareça totalmente de tal flexibilidade?

O povo sabe que se o rigor desaparecer, irá reaparecer de uma forma muito mais brutal. O que acontece lá fora não está impedido de surgir cá dentro.

O povo bem quer tomar um «banho de esperança». E  espera que quem o representa não deixe de tomar um indispensável «banho de realidade».

Entendam-nos. E, por favor, entendam-se!

publicado por Theosfera às 10:32

Bom é o governo que olha bem para a realidade e que selecciona correctamente as prioridades.

Os cidadãos podem propor, mas é a realidade que impõe.

E, nos tempos que correm, nem sempre o que a realidade impõe coincide com o que os cidadãos propõem.

A realidade determina (aliás, muito secamente) que, num país como o nosso, o programa de governo não é o programa do governo: é o programa dos credores.

É um programa muito duro, pouco justo e que não deixa grande espaço para alternativas: ou fazemos o que eles dizem ou cessam os apoios.

Entre pouco e nada, a escolha é óbvia. No entanto, esta atenção à realidade não nos deve desviar da principal prioridade: favorecer quem costuma ser mais desfavorecido e não empobrecer quem já é pobre.

Apesar dos constrangimentos da realidade, não nos desviemos da grande prioridade!

publicado por Theosfera às 09:54

Hoje, 04 de Novembro, é dia de S. Carlos Borromeu, S. Vital e Sto. Agrícola.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro