O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 06 de Maio de 2015

Eis um tempo, o nosso, em que o poder parece já não estar nas ideias, mas na imagem.

Não estará na hora de dar algum poder à esperança?

Se ela está ausente de nós, não nos ausentemos nós dela.

«Quando a situação é mais dura — notava Vergílio Ferreira —, a esperança tem de ser mais forte».

publicado por Theosfera às 10:23

Quando acabará a guerra na Síria? Quando acabará a guerra no mundo?

Há relatos arrepiantes.

Há quem diga ter visto bocados de corpos de crianças espalhados pelas ruas.

Os limites da desumanidade ainda não foram atingidos?

A maldade poderá ser pior?

publicado por Theosfera às 10:19

A cada dia que passa, ouvimos previsões sobre a economia.

A cada dia que passa, ouvimos correcções às previsões sobre a economia.

Evan Esar, com algum humor, tipificava assim o economista: «É um especialista que irá saber amanhã por que razão as coisas que ele previu ontem não aconteceram hoje».

Eu penso que talvez nem se trate de falhanço da previsão. A realidade é que muda muito depois das previsões!

publicado por Theosfera às 10:14

  1. À primeira vista, o nosso mundo continua a ser fervorosamente religioso.

Segundo um estudo do «Forum Pew para Religião e Vida Pública», 84 em cada 100 pessoas assumem pertencer a uma religião.

 

  1. No entanto, a população que afirma não ter qualquer religião é muito expressiva (16,3%).

Depois do Cristianismo (31,5%) e do Islamismo (23,2%), constitui mesmo o grupo mais numeroso.

 

  1. Em alguns países, os sem-religião já estão em maioria.

É o caso da República Checa (76%), da Coreia do Sul (71%), da Estónia (60%), do Japão (57%) ou da China (52%).

 

  1. Ressalve-se, porém, que não ter religião não é o mesmo que ser ateu. E que ser crente não é o mesmo que ser religioso.

Por exemplo, 68% dos 20% de norte-americanos sem religião acreditam em Deus ou numa «força maior».

 

  1. A tipologia da fé não se limita, por conseguinte, ao universo religioso.

Para muitos, crer não obriga a pertencer. Pelo que acham possível ter fé sem ter religião.

 

  1. E é assim que se desenha um traço que vai unindo descrentes e uma larga faixa de crentes: a ausência de religião.

A religião não conta para os descrentes e parece contar pouco para muitos crentes.

 

  1. Tratar-se-á de uma atitude mais pós-religiosa que antirreligiosa.

De uma maneira geral, a sociedade não é hostil à religião. O que acontece é que, sobretudo no Ocidente, vai dando sinais de se converter numa sociedade «sem religião».

 

  1. É esta a expressão que Jean-Pierre Bacot usa para contrapor o nosso mundo ao resto do mundo: «Uma Europa sem religião num mundo religioso».

Descontando o óbvio exagero, salta à vista que a religião já não é um elemento tão marcante na vida dos europeus. Curiosamente, essa marca torna-se mais visível no quotidiano dos que têm vindo de fora para dentro da Europa.

 

  1. O ser humano já não será tão religioso. Mas continua a ser, estruturalmente, «religacional».

A religião estará em baixa, mas a «religação» não parece estar em queda.

 

  1. As pessoas esperam que a religião ajude a «religar» o homem e Deus. E que nunca impeça a «religação» entre os homens a partir de Deus.

Uma religião que desligasse os homens uns dos outros conseguiria «religar» alguém a Deus?

publicado por Theosfera às 09:29

Esta é uma semana especial. É

uma semana em que os caminhos estão cheios e em que a cadência dos passos quase se sobrepõe ao ruído dos motores.

Por estes dias, Portugal é um país que caminha em direcção a Fátima.

Os caminhos de Fátima são eloquentes.

Apesar do cansaço, a esperança mantém-se acesa e reacende a própria fé. Sob o olhar luminoso de Maria, a Mãe da Esperança!

publicado por Theosfera às 04:49

Hoje, 06 de Maio, é dia de S. Pedro Aumaitre, S. Mariano, S. Domingos Sávio e Sta. Catarina Troiani.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro