O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 17 de Março de 2015

 

  1. A verdade embala e abala. Sentimo-nos seguros com ela e, ao mesmo tempo, incomodados por ela.

Diz a experiência que, por muito que lhe tentemos fugir, a verdade nunca deixa de nos perseguir.

 

  1. Ela mostra o que somos e desmonta o que aparentamos ser.

A verdade aparece muito para lá daquilo que (nos) parece.

 

  1. A verdade não gosta de adornos e dispensa enfeites. Ela costuma surgir sem coberturas nem cobertores.

A verdade descobre-se e descobre-nos.

 

  1. À primeira vista, o poder e a riqueza não querem nada com a verdade. E a verdade, por sua vez, parece não querer nada com a riqueza e o poder.

Há quem se disponha a qualquer «loucura» pela verdade. Mas também não falta quem imponha todas as «loucuras» contra a verdade.

 

  1. Há uma «loucura» que leva a dar a vida pela verdade. E há outra «loucura» que leva a tirar a vida por causa da verdade.

Em suma, dir-se-ia que quando a «loucura» anda por perto, a verdade não estará longe.

 

  1. O próprio Jesus, que veio dar testemunho da verdade (cf. Jo 18, 37), chegou a ser olhado como «louco»(cf. Mc 3, 21).

E a Cruz onde morreu foi, por muito tempo, depreciada como símbolo de uma «loucura»(cf. 1Cor, 1, 23).

 

  1. Como é que alguém divino podia humilhar-se assim (cf. Fil 2, 6-8)?

Acontece que a humildade foi sempre o pórtico da verdade. Para Simone Weil, só quem cai no mais baixo grau de humilhação «é capaz de dizer a verdade».

 

  1. Visitar a verdade obriga a descer até ao fundo. A verdade teima em esperar por nós no lado de baixo.

É por isso que a verdade vem pelos lábios dos que não têm ambições de poder nem avidez de riqueza. Verdadeiro é sobretudo o humilde e o pobre.

 

  1. As trevas que cobrem a terra quando Jesus Se abeira da morte (cf. Mc 15, 33) alertam que nada mais há para ver.

Está tudo ali. Está ali a verdade sobre Deus, a verdade sobre o homem, a verdade sobre a vida.

 

  1. Essa verdade tem o nome de amor. É um amor sem medida, que só está ao alcance de uma «loucura» desmedida.

Desperdiçar esta «louca» verdade não seria, para nós, a verdadeira loucura?

 

publicado por Theosfera às 10:22

Hoje, 17 de Março, é dia de S. Patrício (padroeiro dos mineiros), S. José de Arimateia e Sto. Ambrósio de Alexandria.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2015
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro