O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 09 de Setembro de 2014

Há pessoas que parecem ter um problema com a realidade. Custa-lhes aceitar as coisas como são.

Com os povos aparenta suceder o mesmo.

Então, agora, que estamos cada vez mais interdependentes, é que surge a vontade de se tornar independente?

Nunca fomos tão dependentes como hoje. Nunca houve tantos países (formalmente) independentes como hoje.

Há uma necessidade de lutarmos contra as evidências. Mas não adianta. As coisas são como são!

publicado por Theosfera às 10:47

Penso muito na situação dos idosos. E dói-me ver o modo como muitos são olhados e tratados.

Distantes parecem ser os tempos de Cícero (e não só), em que a antiguidade era, verdadeiramente, um posto.

Chateaubriand já deu conta nos idos de Novecentos: «Outrora, a velhice era uma dignidade; hoje, é um peso».

Parece-me, porém, que não é só a velhice que é um peso; é a pessoa, é o outro.

Estamos muito «ego-sentados». Urge sair de nós!

publicado por Theosfera às 10:42

Educação.

Eis algo de que muito se fala e que, infelizmente, pouco se vê. Karl Kraus já se lamentava: «Educação é aquilo que a maior parte das pessoas recebe, muitos transmitem e poucos possuem».

Não falo na etiqueta nem nos salamaleques.

Neste momento, nem penso em grandes máximos. Limitar-me-ia até a falar da educação pela negativa.

A educação inclui muita coisa. Mas o que não inclui certamente é a falta de respeito, a humilhação dos outros, a linguagem ofensiva e desbragada.

O povo simples pode não ser muito culto nem demasiado polido, mas é educado. 

Aprendamos com os simples. E nunca humilhemos os humildes.

publicado por Theosfera às 10:35

Hoje, 09 de Setembro, é dia de S. Pedro Claver, S. Tiago Laval e Sta. Serafina.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 05:50

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro