O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 08 de Setembro de 2014

Hoje é dia de Natal. É dia do Natal da Mãe. É o começo do Natal do Filho. É o prenúncio do Natal para todos nós, Seus filhos. Feliz Natal, então, para vós. Para cada um de vós. Para todos vós.

A Eucaristia é o permanente advento e o eterno Natal. É um sacramento trinitário. É um sacramento cristológico. É um sacramento pascal. É um sacramento eclesial. E é também um sacramento mariano.

Em Belém, Maria foi berço. Na Eucaristia, Maria é sacrário. Em Belém e na Eucaristia, Maria é dádiva, Maria é dom. Em Belém e na Eucaristia, Maria dá-nos o Seu Filho. Maria é toda de Deus. E por isso aqui vindes ao Seu encontro. Maria é toda vossa. E por isso Ela aqui vem ao vosso encontro.

Ao longo de nove dias, aqui estivemos, manhã cedo, a rezar, a cantar, a louvar, a pedir, a chorar. Procurámos preparar não só a festa deste dia, mas também ganhar forças para a vivência de cada dia.

Desta vez, fizemos uma viagem pelos Dez Mandamentos: «Com Maria, um mandamento por dia». A Lei Nova, inaugurada em Jesus, não constitui a anulação da Lei Antiga, coroada e plenitudizada por Jesus. Daí que o Concílio diga que nos salvamos por três vias: pela Fé, pelo Baptismo e pelos Dez Mandamentos!

De ano para ano sentimos que a novena é a alma da festa, o coração da festa. Ainda noite, e tanta gente a testemunhar a chegada do dia, do grande e eterno dia: Jesus!

Tanta gente à volta da Mãe celebrando os mistérios do Seu Filho! Dir-se-ia que aquele clarão avistado pelo bispo D. Durando foi uma inspiração.

Os séculos têm-no confirmado: não se conhece a cidade sem subir este monte, sem rezar neste monte.

É neste monte de Sto. Estêvão que uma luz se acende. É neste monte que muitas luzes brilham. É a luz de Jesus, uma luz oferecida pela Mãe de Jesus. É essa luz que ilumina tanta gente, ainda noite, a caminho do Santuário.

Não há mar só de água. Há um mar, muito maior, de fé e de amor. É um mar que corre a montante e que desagua na Casa da Mãe.

O que aqui se passa não é para vir nos jornais; é para estar na vida, na vida de todos.

Nove dias depois, é grande o cansaço. Mas é maior a fé. E enorme o amor. A fé e o amor vencem o cansaço Basta saber, como todo este povo sabe, que, no colo de Nossa Senhora dos Remédios, há um lugar especial para cada um, para cada um destes Seus filhos!

publicado por Theosfera às 12:00

Este é o monte onde Deus desce até nós. Este é o monte onde nós subimos até Deus.

Este é o lugar onde o grande se sente pequeno e onde o pequeno se torna grande.

 

Este é o lugar onde o distante se torna próximo.

Este é o lugar onde as palavras se calam e o silêncio fala.

 

Este é o lugar onde os olhos brilham, a voz soluça e o coração sorri.

Este é o lugar onde a Mãe nos embala, nos acaricia, nos abraça e acalenta.

 

Este é o lugar onde nos sentimos sempre filhos. Este é o lugar onde recebemos o beijo da Mãe.

Este é o lugar donde nunca saímos, mesmo quando temos de o deixar.

Este é o lugar onde a turbulência se acalma e uma suave luz se acende.

 

Esta é uma nascente de esperança que paira sobre as ondas alteradas do desespero.

Esta é a foz de um grande rio. De um rio que desagua num imenso mar de paz.

 

Este é, verdadeiramente, um lugar sem nome.

Este é o lugar onde se gravam todos os nomes.

 

Mas este é também o lugar com o mais belo nome.

Este é o lugar chamado Mãe.

 

Mãe é o lugar que não cabe em nenhum lugar.

Mãe é maior que todos os lugares.

Porém, sendo tão grande, basta-lhe o lugar mais pequeno do mundo para a fazer feliz: o coração dos seus filhos!

publicado por Theosfera às 01:36

E eis que chegámos ao dia de Natal.

Sim. Eis-nos chegados ao Natal de Maria, ao Natal da Mãe.

O caminho de 8 de Setembro a 25 de Dezembro mimetiza o caminho de Maria até Jesus.

O Natal começa hoje.

Feliz Natal desde já. Feliz Natal para sempre.

A Mãe nasceu. Para fazer nascer o Filho.

Ela faz anos. E somos nós que recebemos o presente, o melhor presente: Jesus!

publicado por Theosfera às 00:31

Nós Te adoramos, Senhor Jesus,

na manhã deste dia,

dia dos anos da Tua Mãe.

 

É Ela que nos traz ao Teu encontro.

É Ela que nos embala como Te embalou a Ti,

em Belém e em Nazaré.

 

Obrigado, Jesus, pela Tua Mãe.

Obrigado, Mãe, pelo Teu Filho.

 

Cada um de nós transporta tantos pedidos.

Cada um de nós é um peregrino do Teu amor e mendigo da Tua paz.

 

Neste dia de alegria,

sabemos, Mãe, que o teu olhar é ainda mais belo,

embora também um pouco mais triste.

 

Estás triste, Mãe,

por causa da injustiça.

 

Estás triste, Mãe,

porque muitos dos Teus filhos vivem na pobreza,

porque não têm pão, nem casa, nem trabalho, nem esperança.

 

Estás triste, Mãe,

porque a mensagem de Teu Filho não é acolhida.

 

Estás triste, Mãe,

porque há quem seja delicado com os grandes e incorrecto com os pequenos, os simples e os pobres.

 

Estás triste, Mãe,

porque ainda há muitas perseguições no mundo

e bastantes incompreensões dentro da própria Igreja.

 

Nossa Senhora,

dá-nos o remédio para a nossa doença,

especialmente para a nossa pior doença, que é a superficialidade e o egoísmo.

 

Nossa Senhora dos Remédios,

concede-nos as graças que Te pedimos.

 

Enxuga as nossas lágrimas,

aquece o nosso coração.

Que a nossa vida se transforme.

 

Que não queiramos fazer a nossa vontade,

mas apenas (e sempre) a vontade de Teu Filho.

 

Que na nossa língua só haja amor,

que no nosso olhar só haja paz.

 

Neste dia dos Teus anos,

afinal, nós é que recebemos o presente,

o melhor presente que é Teu Filho Jesus.

 

Recebe, Mãe, os nossos parabéns,

os nossos humildes parabéns,

entoados não com os lábios, mas com o nosso coração agradecido.

 

Parabéns, Maria!

Parabéns, Senhora!

Parabéns, Mãe!

publicado por Theosfera às 00:12

Hoje, 08 de Setembro, é dia do Natal de Nossa Senhora (em Lamego, Nossa Senhora dos Remédios) e S. Frederico Ozanam.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
hora
Relogio com Javascript

blogs SAPO


Universidade de Aveiro