O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 18 de Agosto de 2014

 

O plural de bem é bens? Só morfologicamente.

Teologicamente, o plural de bem é sempre bem.

O bem não aumenta quando se acumula, mas quando se reparte.

O jovem que aborda Jesus tinha muitos bens (cf. Mt 19, 22). Mas o apego a esses bens impedia-o de se abrir ao bem.

Não são os bens que asseguram o bem. O bem é mais importante que os bens.

O bem nem sempre está nos bens. O bem é o mais importante dos bens.

Às vezes, o bem passa pela superação dos bens, pela partilha dos bens.

Não é fácil. Mas, em Deus, sumo Bem, não é impossível!

 

publicado por Theosfera às 19:29

18 de Agosto de 1974. A Igreja da minha terra lotou-se completamente. Foi o dia da nossa profissão da fé.
Foi tudo muito intenso, muito belo, muito vivido. Não houve restaurantes. No final da celebração, fomos para casa e esperamos que a minha querida Mãe (sempre sacrificada) confeccionasse a refeição.
No dia seguinte, lá nos integrámos na multitudinária procissão da Senhora da Guia. Ia por um caminho estreito. Ainda não havia estrada.
Faltava-nos muita coisa naqueles tempos. Sobrava alegria, felicidade e paz!
publicado por Theosfera às 10:27

Dar é difícil. Mas é sempre importante.

É claro que pode haver alguma vaidade. La Rochefoucauld notou: «Aquilo a que chamamos liberalidade não é, o mais das vezes, senão vaidade em dar, que nos agrada mais que o que damos».

Nem sempre. Aliás, essa vaidade até ficará bem, sendo facilmente desculpável.

Mas o despojamento devia estar em tudo: no que se dá e no acto de dar.

A recompensa está no bem que se pratica e no aplauso que se reclama. Só o bem faz bem.

publicado por Theosfera às 09:51

Só há separação porque há união. A solução será, então, que nada nos una?

Pablo Neruda proclamou: «Para que nada nos separe, que nada nos una».

Mas é melhor o risco da separação após a união do que a suposta tranquilidade de uma prévia não-união.

Há riscos que vale a pena correr. A unidade é um risco que tem de ser corrido!

publicado por Theosfera às 09:47

O princípio está certo: o poder está limitado pela lei.

O problema é a realidade. E a realidade mostra que é a lei que está limitada (e fortemente limitada) pelo poder!

publicado por Theosfera às 09:40

Para haver liberdade, tem de haver determinação por parte de cada um e respeito por parte de todos.

Compreende-se que Franklin Roosevelt tenha dito que «não há liberdade sem segurança e independência. Populações com fome e sem emprego são a base das ditaduras».

Não falta quem reprima o seu clamor. Impossível, porém, se torna reprimi-las eternamente.

O clamor dos mais pobres acaba por derrubar até a mais feroz das ditaduras!

publicado por Theosfera às 09:36

Hoje, 18 de Agosto, é dia de Sta. Helena da Cruz, Sto. Agapito e Sto. Alberto Hurtado Cruchaga.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro