O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 15 de Agosto de 2014

Infinitos são os nomes, ou sobrenomes, com a mesma Virgem. Maria costuma ser invocada e louvada, nascidos todos, (notai) na etimologia dos mesmos benefícios, que é o mais nobre e sublime nascimento que eles podem ter.

 

Tais são todos os nomes e sobrenomes com que a Cristandade invoca, venera e dá graças à Virgem Maria, tirados todos e fundados nas etimologias dos benefícios já experimentados e recebidos, para operadora dos quais hoje nasce ao mundo.

 

Perguntai aos enfermos para que nasce esta Celestial Menina: dir-vos-ão que nasce para Senhora da Saúde; perguntai aos pobres: dirão que nasce para Senhora dos Remédios; perguntai aos desamparados: dirão que nasce para Senhora do Amparo;
perguntai aos desconsolados: dirão que nasce para Senhora da Consolação; perguntai aos tristes; dirão que nasce para Senhora dos Prazeres; perguntai aos desesperados: dirão que nasce para Senhora da Esperança.

 

Os cegos dirão que nasce para Senhora da Luz; os discordes: para Senhora da Paz; os desencaminhados: para senhora da Guia; os cativos: para Senhora do Livramento; os cercados; para Senhora da Vitória. Dirão os pleiteantes que nasce para Senhora do Bom Despacho; os navegantes: para Senhora da Boa Viagem; os temerosos da sua fortuna: para Senhora do Bom Sucesso; os desconfiados da vida: para Senhora da Boa Morte; os pecadores todos: para Senhora da Graça; e todos os seus devotos; para Senhora da Glória.

E se todas estas vozes se unirem em uma só voz, dirão que nasce para ser: Maria e Mãe de Jesus.

publicado por Theosfera às 11:02

É suposto que, na guerra, se lute pela terra por causa da vida das pessoas.

Mas, na mesma guerra, acaba-se por se sacrificar a vida das pessoas por causa da terra.

A guerra é um absurdo, uma teia que ninguém quer. Mas em que muitos caem!

publicado por Theosfera às 08:41

Não é fácil acabar com a opressão nem terminar com a injustiça.

Elas prosseguem pela acção de muitos e pela inacção de tantos.

É fundamental que nunca se esmoreça, que nunca se desista.

Bertolt Brecht perguntava e respondia: «De quem depende que a opressão prossiga? De nós. De quem depende que ela acabe? Também de nós. O que é esmagado que se levante. O que está perdido, lute».

Há quem não queira. Há quem não deixe.

Mas a força da persistência vencerá a persistência da força!

publicado por Theosfera às 08:20

1. O padre é alguém que fala e de quem muito se fala. De quem se fala (sobretudo) quando falha.

 

Dir-se-á que é o que acontece a toda a gente. De um futebolista também se fala quando falha. Os seus erros não são ocultados. Só que os seus feitos são igualmente reproduzidos e celebrados.

 

 

 

2. Acerca do padre, o melhor era que não se dissesse nada. Afinal, ele existe por causa da pessoa de Cristo e não por causa da sua pessoa.

 

Mas já que se diz, então que se dissesse tudo e não apenas o negativo.

 

 

 

3. Seria bom que nenhum padre falhasse. Mas será que se pode exigido isso a um ser humano?

 

Aos olhos de muitos, o padre é um falhado e ser padre é um falhanço.

 

 

 

4. Tal como o avião, o padre não é notícia quando voa; só é notícia quando cai.

 

E, nos tempos que correm, a vida do padre parece andar sempre em voo rasante sobre o desastre.

 

 

 

5. Ele está exposto a todos.

 

E tem de estar disposto a suportar quase tudo: a verdade, mas também a mentira; a realidade, mas também a aparência; os factos, mas também a suspeita.

 

 

 

6. Vinte e cinco anos depois, sei que foi Cristo que me convenceu e Maria que me conduziu.

 

Maria serviu-me de guia ou não tivesse eu crescido à sombra de Nossa Senhora da Guia.

 

 

 

7. Foi Ela que me atraiu para Cristo. Foi Ela que me desenhou a Igreja de Cristo.

 

Foi em Maria que encontrei o que na Igreja procurei. Maria surgiu-me sempre como um farol de esperança, como um Evangelho vivo, como um Evangelho inscrito na vida.

 

 

 

8. Maria ensinou-me que não é preciso muito falar para muito dizer.

 

Basta deixar que a Palavra que é Deus se faça vida na nossa vida.

 

 

 

9. Na Mãe da Igreja sempre colhi o modelo (o espelho e o exemplo) de uma Igreja que se quer mãe.

 

Em Maria pude aconchegar uma Igreja despojada e arrojada, próxima de todos e ao lado dos pobres.

 

 

 

10. O que foi possível em Maria não será impossível na Igreja, com Maria.

 

Ao completar vinte e cinco anos de sacerdócio, de novo deposito o meu nada no tudo que de Maria tenho recebido: «Maria, Senhora/ do mais fundo de mim/ eu rezo, eu peço/ acompanha-me até ao fim»!

 

publicado por Theosfera às 08:04

A guerra não traz nada de bom. Até os vencedores são derrotados.

Sim, porque não há vitória quando há mortes, humilhações.

A guerra é uma redundância. As causas até podem ser meritórias. Mas os métodos são repelentes.

Os que participam na guerra repetem-se. Uns matam, outros matam.

Aliás, Napoleão aconselhava: «Não combatas demasiadas vezes com o mesmo inimigo, pois acabarás por lhe ensinar a tua arte de guerra».

Infelizmente, muitos são expeditos nessa aprendizagem. O resultado é que nunca é bom. Nunca!

publicado por Theosfera às 08:04

Há vinte e cinco (já longos) anos, celebrava a minha Missa Nova na minha terra natal: S. João de Fontoura.

 

Nada preparei. Foi tudo surpresa.Foi tudo amizade. Foi tudo fraternidade.

 

O altar foi colocado no largo fronteiro à capela de Nossa Senhora da Guia.

 

Lembro que o local estava cheio apesar do calor.

 

Lembro a alegria comovida de meus Pais, de meu Irmão, dos meus Amigos e Colegas.

 

Convidei para pregar o Padre Arménio Gaspar Almeida, que tinha sido meu pároco.

 

Recordo a felicidade dos escuteiros, a cujo grupo pertenci. Foram eles que, praticamente, organizaram tudo. Mas toda a gente da minha paróquia se envolveu.

 

Ainda hoje estou muito grato por tudo. Ainda hoje, me comovo quando penso em tudo. E como gosto de rever aqueles rostos, de re-escutar aquelas vozes!

 

Soube, depois, que houve quem diligenciasse para que ficasse lá como pároco. Não foi possível. Mas o meu coração continua lá. O meu corpo, muito provavelmente, lá repousará.

 

Obrigado à minha terra. Obrigado aos meus amigos. Continuo a ser vosso. Mesmo andando por longe, a distância não apaga o afecto nem diminui a estima.

 

Que Nosso Senhor vos abençoe. E que Sua santa Mãe, Nossa Senhora da Guia, vos acompanhe sempre.

publicado por Theosfera às 05:04

Uma das personalidades mais marcantes do nosso tempo, Óscar Romero, nasceu em Agosto: a 15 de Agosto de 1917.

 

A sua morte veio cedo. O reconhecimento da sua santidade parece vir tarde.

 

Mas o seu rasto permanece imperecível.

 

Deixo aqui um texto que ele escreveu:

 

«De vez em quando, dar um passo atrás ajuda-nos
a conseguir ter uma perspectiva melhor
O Reino não só está mais além dos nossos esforços,
mas inclusive mais além da nossa visão.
Durante a nossa vida,
apenas realizamos uma minúscula parte
dessa magnífica empresa que é a obra de Deus.
Nada do que fazemos está acabado,
o que significa que o Reino está sempre ante nós (...)
Isto é o que tentamos fazer:
plantamos sementes que um dia crescerão;
regamos sementes já plantadas,
sabendo que são promessa de futuro.
Assentamos bases que precisarão de um maior
desenvolvimento.
Os efeitos da levedura que proporcionamos
vão mais além das nossas possibilidades.
Não podemos fazer tudo e,
ao dar-nos conta disso, sentimos uma certa liberdade.
Ela capacita-nos a fazer algo, e a fazê-lo muito bem.
Pode ser que seja incompleto, mas é um princípio,
um passo no caminho,
uma ocasião para que entre a graça do Senhor
e faça o resto.
É possível que não vejamos nunca os resultados finais,
mas essa é a diferença entre
o encarregado de obras e o pedreiro.
Somos pedreiros, não encarregados de obra,
ministros, não o Messias.
Somos profetas de um futuro que não é nosso. Ámen».
publicado por Theosfera às 03:10

Hoje, 15 de Agosto, é dia da Assunção de Nossa Senhora, de Nossa Senhora da Lapa e de S. Tarcísio.

É Dia Santo de Guarda e Feriado Nacional.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro