O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 10 de Agosto de 2014

As pessoas sentem necessidade de falar. Mas não têm grande vontade de escutar.

Como todos estão ocupados a falar, como há-de haver tempo para ouvir e disponibilidade para acolher?

Resultado: nunca se falou tanto, nunca se terá comunicado tão pouco.

Se ninguém houve, para quê falar?

Há um deslizante descontrolo neste campo. Por vezes, diz-se o que não se deve e fala-se onde não se pode.

O ruído, à força do estrondo e da banalização, está a ameaçar a comunicação. Não deixemos que a mate.

Perfumemos o diálogo com o silêncio. Temperemos a palavra com a escuta!

publicado por Theosfera às 21:54

Tudo sobe para cima.

Tudo caminha para o alto.

Tudo tende para o fim.

 

E, na verdade, o que importa é o fim,

o fim para o qual nos chamas.

 

Tu, Senhor, chamas-nos para a felicidade,

para a alegria, para a justiça, para a paz.

Tu, Senhor, chamas-nos para Ti.

 

A vida é cheia de sinais.

É importante estar atento a eles.

É fundamental deixarmo-nos guiar por eles.

 

Neste mundo, tudo passa.

Nesta vida, tudo corre.

Neste tempo, tudo avança.

Só a Tua Palavra permanece, Senhor.

 

 

Obrigado por nos reunires,

por nos congregares,

por nos juntares.

 

De toda a parte Tu chamas,

Tu convocas,

Tu reúnes.

 

Obrigado, Senhor, pela esperança

E pelo ânimo,

Pelo vigor e pela presença.

 

 

 

O importante não é saber a hora do fim.

O fundamental é estar pronto, preparado, disponível.

 

Para Ti, Senhor, o fim não é destruição nem dissolução.

ConTigo, Senhor, o fim é plenitude, realização, felicidade.

 

Em Ti já sabemos o que nos espera.

Tu, Senhor, és a esperança e a certeza da esperança.

 

Tu já abriste as portas.

Tu já inauguraste os tempos últimos, os tempos novos.

 

ConTigo nada envelhece.

Em Ti tudo se renova.

Renova sempre a nossa vida,

JESUS!

publicado por Theosfera às 11:39

O poder é pior que a fome: nunca se sacia.

Bem o notou o Padre António Vieira: «As varas do poder, quando são muitas, elas mesmas se comem, como famintas sempre de maiores postos».

É triste!

publicado por Theosfera às 08:06

O padre não pode ser imparcial.

Ele tem de tomar partido. Não por partidos, mas pelo Evangelho, pelas pessoas.

Os preteridos do mundo têm de ser os preferidos do padre.

Um padre não é da direita, não é da esquerda, não é do centro; é do fundo.

É da profundidade de Deus que ele nasce. É na profundidade do Homem que ele tem de estar.

Junto de cada pessoa, o «ministerium patris (ministério do padre) tem de ser, cada vez mais, um «mysterium pacis» (mistério de paz).

publicado por Theosfera às 00:27

Hoje, dia 10 de Agosto (XIX Domingo do Tempo Comum), é dia de S. Lourenço e Sta. Filomena.

Refira-se que S. Lourenço é invocado contra o lumbago e os incêndios. É também o protector das bibliotecas. É ainda o padroeiro dos cozinheiros e dos hospedeiros.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9






Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro