O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Domingo, 27 de Julho de 2014

Neste tempo de férias,

pensamos, Senhor, naqueles que estão a repousar

e lembramos aqueles que não podem sequer descansar.

 

Neste tempo de contrastes,

pensamos naqueles que estão a trabalhar

e lembramos aqueles que nem sequer conseguem encontrar trabalho,

nem pão, nem casa.

 

Tu, Senhor, queres o nosso descanso.

Tu, Senhor, és o nosso descanso.

 

Como há dois mil anos,

Tu convida-nos a descansar,

a descansar conTigo,

a descansar em Ti.

 

Tu fazes-nos descansar quando nos ensinas.

Tu fazes-nos descansar quando nos acompanhas.

Tu fazes-nos descansar quando nos envolves com a Tua compaixão,

com o Teu amor, com a Tua infinita paz.

 

Fica connosco, Senhor,

como ficaste com os Teus discípulos quando a barca parecia afundar-se na tempestade.

 

Dá-nos luz para vermos que só Tu és a vida, a paz e tranquilidade

mesmo que tudo ameace ruína.

 

Ensina-nos, Senhor, a perdoar e a pedir perdão,

a amar e a sermos amados,

a louvarmos as virtudes e a sermos tolerantes com os defeitos e os limites.

 

Fica connosco, Senhor.

Sê Tu mesmo o nosso confidente,

a nossa praia e o nosso passeio dominical,

o nosso travesseiro e o nosso sonhar.

Sê Tu mesmo, hoje e sempre,

o nosso amanhecer e o nosso acordar.

 

Queremos viver em Ti.

Queremos amar em Ti,

sorrir para Ti, chorar conTigo.

 

Queremos ir sempre ao Teu encontro,

toda a vida, hora a hora,

até que, um dia, Tu nos chames

e nos convides a repousar definitivamente

e a permanecer em Ti para sempre,

JESUS!

publicado por Theosfera às 11:22

A época dos mártires não está alojada nos primórdios.

Hoje, há cristãos que continuam a ser perseguidos e assassinados pelo facto de serem cristãos.

O mínimo que devia regular a convivência entre as pessoas (a tolerância) parece posto de lado.

No Iraque, há dez anos havia quase 1,5 milhões de cristãos. Agora, restam 300 mil. Não porque tenham optado livremente por outras vias. Mas porque foram perseguidos e, muitos deles, mortos.

O sol desponta, mas há trevas que não deixam de cair!

publicado por Theosfera às 08:43

Somos muitos no mundo. Mas estes muitos que somos estão concentrados em poucos locais.

Um terço da população mundial vive em três países: China, Índia e Indonésia.

É bom que estejamos atentos ao que por lá se passa!

publicado por Theosfera às 08:37

Muitas mudanças se defendem e uma única mudança se adia: a mudança de nós mesmos.

Aliás, Aldous Huxley reconhecia que «há um único recanto do universo que podemos ter a certeza de melhorar: o nosso próprio eu».

Enquanto cada um não melhorar, o mundo não melhorará. Daí a pertinência do apelo de Roger Schutz: «Começa por ti».

Comecemos então.

Não deixemos para amanhã a mudança que tem de começar hoje. Agora. Já!

publicado por Theosfera às 08:07

Não creio que o padre possa ser outro Cristo. Pura e simplesmente, porque não há outro Cristo, embora perceba o sentido desta expressão atribuída a Hugo Grotius.

Em tudo e sempre, o padre é Cristo.

Tal como Cristo é a transparência do Pai (cf. Jo 14, 9), o padre há-de ser a transparência de Cristo.

espalha Cristo quem espelha Cristo.

publicado por Theosfera às 00:56

Hoje, 27 de Julho (XVII Domingo do Tempo Comum), é dia de S. Pantaleão, Sta. Maria Madalena Martinengo e S. Tito Bradsma.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro