O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 25 de Junho de 2014

«Suportar é mais difícil que atacar».

 

Assim escreveu (magnificamente) S. Tomás de Aquino.

 

Por isso é que, como defendia o bom Papa João, o remédio da misericórdia é mais necessário que o da severidade.

 

Será que a severidade alguma vez é remédio?

 

Onde há violência não há competência.

 

Quem recorre à razão da força é porque não encontra força na razão.

 

A força da verdade não é exógena; é endógena. Mora nela mesma.

 

Seja pacificante.

publicado por Theosfera às 11:22

O bom jogador é o que faz o que se espera.

O jogador excelente é o que faz o que poucos fazem.

O jogador genial é o que faz o que (praticamente) ninguém imagina.

Este Mundial tem confirmado muitos bons jogadores.

Os últimos anos têm revelado jogadores excelentes: Cristiano Ronaldo, Messi, Neymar.

Mas quanto a jogadores geniais, ainda vivemos de recordações.

Quando é que o trono de Pelé e Maradona voltará a ter outro(s) ocupante(s)?

publicado por Theosfera às 10:29

A esperança nem sempre vence. Mas nunca desiste.

As vitórias da esperança nunca são fáceis. A realidade tem um peso muito grande.

Daí que Georges Bernanos tenha assinalado que «a esperança é a maior e a mais difícil vitória que um homem pode ter».

Mas o mais difícil pode acontecer!

publicado por Theosfera às 10:16

O argumentário já está a ser difundido. E já se dá por acontecido o que ainda falta acontecer.

Afinal, dizem, à Selecção falta qualidade, sobra fadiga e mingua adaptação.

É estranho.

Como falta qualidade a uma Selecção que tem jogadores ornados com a Liga dos Campeões e a Liga Europa e que, há dois anos, ficaram nos quatro primeiros lugares no Europeu?

Uma Selecção sem qualidade pode estar no quarto lugar do «ranking» da FIFA? Não.

Mas uma Selecção com qualidade pode ser eliminada na fase de grupos? Claro que pode. Basta olhar para a Espanha, a primeira classificada desse «ranking».

Acerca da fadiga, os jogadores de outras selecções tiveram épocas igualmente fatigantes e alguns mostram-se aqui em grande forma: Messi, Neymar, Martínez, Robben, etc.

No que toca à adaptação, é quase irónico. Se alguém devia estar em condições de se adaptar a terras brasileiras eram os portugueses.

Tudo isto é prematuro, porém. Afinal, ainda falta uma jornada.

E se Portugal vencer? E se Portugal passar?

É altamente improvável. Mas alguém pode garantir que seja impossível?

publicado por Theosfera às 10:07

Hoje, 25 de Junho, é dia de S. Próspero de Aquitânia, S. João de Espanha e S. Guilherme de Vercelli.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro