O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Um novo perfil de guerra se desenha.

Os combates não decorrem nos territórios dos países que se confrontam.

Desta vez, a Rússia e o Ocidente pelejam em solo ucraniano.

Ensaio geral para uma luta posterior? Ou demonstração final de que ninguém sairá a ganhar?

Estaremos, pois, perante um teste de força ou diante de uma prova de fraqueza?

publicado por Theosfera às 11:32

Contradição flagrante em 40 anos de democracia: o Estado exige cada vez mais e dá cada vez menos.

A relação entre os cidadãos e o poder ameaça, assim, inverter-se totalmente.

É o Estado que existe para os cidadãos? Ou são os cidadãos que existem para o Estado?

As dúvidas aumentam!

publicado por Theosfera às 11:26

O pior erro e a maior mentira são a ilusão.

Porque encobre. Porque não deixa olhar para o erro como erro nem para a mentira como mentira.

O problema é que a ilusão é apelativa. Cuida muito da apresentação. Aposta muito no aspecto.

É muito tarde quando se descobre a ilusão. E, nessa altura, a dor é maior.

Só se desilude quem se ilude. E, às vezes, é preciso embater fortemente na realidade para acordar das ilusões.

É por isso que a desilusão magoa!

publicado por Theosfera às 11:21

Dizem que a Índia é a maior democracia do mundo. E não será só pelo seu desmesurado número de habitantes: mais de 800 milhões.

As eleições também demoram quase um mês. E o número de partidos faz jus à desmesura.

São 1593 os partidos que se apresentam aos cidadãos.

Pelo menos, de falta de opções não se podem queixar os indianos!

publicado por Theosfera às 11:15

Há quem diga que tudo começa pela imaginação.

George Bernard Shaw assegurava: «Imaginar é o princípio da criação. Nós imaginamos o que desejamos, queremos o que imaginamos e, finalmente, criamos aquilo que queremos».

Mas é importante que a imaginação esteja habitada pelo sentido do bem comum!

publicado por Theosfera às 11:07

A constância não garante nada. Mas a inconstância leva a perder tudo.

Henri Amiel deu conta: «A inconstância deita tudo a perder, na medida em que não deixa germinar nenhuma semente».

A constância significa cuidar da semente!

publicado por Theosfera às 10:52

A liberdade é uma espécie de nada onde cabe tudo.

É assim que muitos pensam. É assim que muitos agem.

A liberdade é um vazio que pode ser preenchido pelo que cada um quiser.

Penoso equívoco, este.

A liberdade tem de estar cheia. Pela regra. Pelo bem. Pela verdade. Pela paz.

Uma liberdade vazia só esvazia. Uma liberdade cheia preenche!

publicado por Theosfera às 10:39

O Titanic tinha tudo para não falhar.

 

Houve até quem dissesse que nem Deus conseguiria afundá-lo.

 

Faz hoje 102 anos que os factos desmentiram (tragicamente!) as pretensões.

 

O deslumbramento não é bom conselheiro.

 

No Titanic perderam-se muitas vidas e naufragaram muitas ilusões.

 

A lei das proporções verificou-se: grandes empreendimentos, grandes fracassos.

 

A «omnipotência» pode albergar uma «omnifragilidade»!
publicado por Theosfera às 00:12

Hoje, 14 de Abril, é dia de Sta. Ludovina, S. Pedro González Telmo e Sto. Hermenegildo.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5

6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro