O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 25 de Março de 2014

Alguma coisa se sabe, mas muita coisa se ignora.

Crime ou acidente?

O que aconteceu com o avião da Malaysia Airlines foi uma enorme tragédia!

publicado por Theosfera às 12:02

O mal não esteve na primavera árabe.

O mal foi a primavera ter passado. A invernia ameaça voltar.

Dizem que a justiça egípcia condenou 529 pessoas à morte.

Que justiça?

publicado por Theosfera às 11:57

1. Perdoar é difícil para o homem. E consta que também não é fácil para Deus.

Se olharmos para a Bíblia na sua literalidade, notaremos que a vingança faz incursões assustadoras na esfera do sagrado. Até Deus parece (sublinho: parece) ser vingativo e, por vezes, cruel!

 

2. Após o pecado original, «expulsou o homem do paraíso» (Gén 3, 23).

Quando a corrupção corroeu a humanidade, decidiu «eliminar» o homem da terra (cf. Gén 6, 8).

 

3. Mesmo o Novo Testamento não nos sossega totalmente.

Na enunciação do Pai-Nosso vem o apelo ao perdão, mas com uma ressalva: «Se perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai celeste vos perdoará. Mas se não perdoardes aos homens as suas ofensas, também o vosso Pai não vos perdoará as vossas faltas»(Mt 6, 14-15).

 

4. À primeira vista, em vez de ser o homem a seguir os critérios de Deus é Deus que segue os critérios do homem.

Parece que só há perdão de Deus se houver perdão da parte do homem. Se não houver perdão entre os homens, não haverá perdão da parte de Deus.

 

5. E a verdade é que foi preciso Jesus pedir a Deus que perdoasse a quem O ia matar (cf. Lc 23, 24).

Mas tendo em conta que Jesus é o rosto definitivo de Deus (cf. Jo 14, 9), então salta à vista que o Deus de Jesus não impõe, pede; não devolve o mal cometido, derrama sempre o bem.

 

6. Para Jesus, o perdão consegue mais que a vingança. É por isso que propõe o amor aos amigos, mas sem excluir os inimigos.

Ele fala de um Deus que «faz com que o sol se levante sobre bons e maus»(Mt 5, 45).

 

7. Deus só pode ser amor (cf. 1Jo 4, 8.16), amor que dá, amor que se doa, amor que per-doa.

Deus perdoa sempre. De resto e como dizia Heinrich Heine, «é o trabalho d’Ele».

 

8. O perdão não obriga a que se passe por cima da acção perversa e da atitude maldosa.

A maldade deve ser denunciada. E é por isso que não deverá ser reproduzida.

 

9. Perdoar, no fundo, é continuar a estar disponível para dar.

É não cair na lama ainda que alguém arraste para ela.

 

10. Perdoar é não ingerir nunca o veneno da vingança, mesmo que a alma esteja coberta de feridas!

publicado por Theosfera às 11:55

O risco de pobreza está a aumentar. É previsível.

É preciso dar pão. E é urgente questionar por que razão muitos precisam de pão.

A caridade não conflitua com a justiça.

É importante estender a mão. É decisivo erguer a voz!

publicado por Theosfera às 11:49

A ambição quase sempre cega, sobretudo quando se ambiciona possuir o que não nos pertence.

Já Fedro se apercebera: «Perde merecidamente o próprio quem cobiça o alheio»!

publicado por Theosfera às 11:42

Hoje, 25 de Março, é dia da Anunciação do Senhor e de S. Dimas, o Bom Ladrão.

 

Um santo e abençoado dia para todos!

 

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Março 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro