O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quinta-feira, 06 de Fevereiro de 2014

Não sei se já repararam na importância do zero.

Sozinho é nada.

No meio dos outros é muito.

Afinal, um milhão é feito de muitos zeros...

publicado por Theosfera às 13:07

O maior perigo, nesta hora difícil, é o cansaço.

Andamos cansados. Cansados do trabalho. E ainda mais cansados por não ter trabalho.

Andamos cansados do presente e já cansados do futuro.

Não cedamos, porém. A luta é difícil, mas a vitória não é impossível.

O melhor da vida costuma ter começos adversos.

Como avisa Edmund Husserl, se não nos rendermos, renasceremos «numa interioridade de vida e numa nova espiritualidade como penhor de um grande futuro».

A história ainda não terminou. O melhor ainda está para vir!

publicado por Theosfera às 11:54

Receava, mas não podia saber. Só Deus sabe.


Este dia, 6 de Fevereiro, há 17 anos, ia quente. Era o último dia de meu querido Pai nesta terra.


Já só comunicava por gestos. Foram momentos de muita dor, que deram lugar a tempos de profunda saudade.


Mas todos estes sentimentos foram emoldurados por um profunda e serena paz. Sei que, na madrugada seguinte, meu querido Pai encetou uma viagem que o levou ao seio do Pai, ao coração de Deus.


É lá que se encontra. É lá que o reencontro. Sempre.
publicado por Theosfera às 11:38

A arte diz sem dizer.

Como notou Samuel Beckett, ela «é interrogação pura, retórica sem a retórica»!

publicado por Theosfera às 11:38

Curiosa e muito pertinente a percepção do Padre António Vieira: «Pouco conhece a riqueza da saúde, quem cuida que por algum preço pode ser cara, quanto mais caríssima».

A saúde nunca é cara. Ela vale mais que todo o dinheiro.

O problema é que muitos podem não ter dinheiro para ter saúde.

E isso é que é triste. Muito triste.

publicado por Theosfera às 11:33

Os factos devem ser  tidos na devida conta. Mas as convicções são fundamentais.

Acontece que, como notou Walter Benjamin, «a construção da vida encontra-se, actualmente, mais em poder dos factos do que das convicções».

É pena.

As convicçôes de alguns são temíveis. Mas a falta de convicção de muitos é, simplesmente, aterradora!

publicado por Theosfera às 11:25

Um sofrimento acaba, alívio.

Outro sofrimento começa, preocupação.

Também este sofrimento acaba e há novo alívio.

E outro sofrimento começa e há outra preocupação.

Assim parece transcorrer a nossa viagem pelas estradas do tempo.

Camilo achava que «a escala dos sofrimentos humanos é infinita».

Infinita não será. Mas, se não é, parece!

publicado por Theosfera às 10:35

Faz hoje 406 anos que nasceu o Padre António Vieira.

 

 

Vieira é muito apreciado pela forma. Mas merece ser reapreciado sobretudo pelo conteúdo, pela profecia, pela coragem, pela fidelidade.

 

 

Leiamos Vieira. Hoje. E sempre.

 

 

Precisamos de reaprender a beleza do que ele disse e a intensidade do que ele escreveu.

 

 

É, realmente, um imperador. Da língua. E da coragem.
publicado por Theosfera às 00:06

Hoje, 06 de Fevereiro, é dia de S. Paulo Miki e seus Companheiros Mártires, Sta. Doroteia, Sto. Amândio e S. Mateus Correa de Magallanes.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro