O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 01 de Fevereiro de 2014

Tudo o que tem princípio tem fim.

 

Até o que parece invencível acaba por ser vencido.

 

Acabam organizações, acabam clubes, acabam partidos, acabam regimes, acabam ideologias, até acabam países.

 

Portugal tinha uma monarquia que durava há séculos. Parecia consolidada. Nunca nenhum rei tinha sido assassinado. Isto descansava D. Carlos, que acabou por ser alvejado faz hoje 106 anos.

 

O povo ficou melhor com a república? Os dados são incontroversos. Não houve mais paz. Não houve sequer mais democracia. Nem sequer houve mais desenvolvimento.

 

A experiência ensina que é sempre mais um regime que cai do que outro que entra.

 

A monarquia estava em decadência em finais de novecentos. E a democracia não o estará hoje?

 

Não é a inércia que nos há-de orientar. É a vontade e, acima de tudo, o sentido de justiça.

 

Seja como for, nenhum regime é eterno. E, apesar de eu mesmo me rever no significado último da democracia, é preciso ter presente que nem a democracia perdurará por todo o sempre. Basta ler a volumosa obra de John Keane com o acutilante título Vida e morte da democracia.

 

S. Paulo chama a nossa atenção para a caducidade de tudo. Tudo acaba. Até a fé e a esperança. Depois de tudo vermos, já não precisamos da fé. Depois de tudo alcançarmos, já não carecemos da esperança.

 

O que nunca termina é o amor, a doação, a entrega.

 

Façamos da vida uma semente de amor. Se não houver amor, vale a pena viver?

publicado por Theosfera às 12:27

Sabe bem sair. Até porque, quando se sai, sabe ainda melhor voltar.

De Portugal há muitos que estão a sair.

Para voltar? Por uns dias, por uns tempos.

Mas muitos não sentem condições para regressar.

Tenho pena de quantos estão a ser «empurrados».

Tenho muitos amigos longe. Guardo-os na lembrança, mas gostava de os ver mais perto.

A amizade não se apaga!

publicado por Theosfera às 12:10

Em relação ao medo, não podemos impedir que ele apareça. Mas podemos impedir que ele roube, que ele nos roube tudo.

Mike Horn aconselhava: «Não deixes que o medo seja o assassino dos teus sonhos». Não deixemos nunca!

publicado por Theosfera às 11:48

Assim causticava Nietzsche: «Com ajuda da moralidade do costume e da camisa-de-forças social, o homem foi realmente tornado confiável».

Não creio, porém, que a sociedade tenha de funcionar como uma camisa-de-forças.

Importante é integrar os valores mais positivos!

publicado por Theosfera às 11:40

Se não começar por dentro, nada estará cá fora.

É por isso que a imaginação é o começo da criação.

George Bernard Shaw observa: «Imaginar é o princípio da criação. Nós imaginamos o que desejamos, queremos o que imaginamos e, finalmente, criamos aquilo que queremos»!

publicado por Theosfera às 11:38

Ler é importante.

Ler um livro ajuda a ler a vida. Ler a vida ajuda a ler o livro.

Fénelon aconselha: «A leitura deve ser para o espírito, como o alimento para o corpo, moderada, saudável e digerível»!

publicado por Theosfera às 11:36

Enquanto houver caminhantes, haverá caminhos.

São os caminhantes que fazem os caminhos, que removem os obstáculos, que rasgam os horizontes.

Importante é crer. Decisivo é querer.

Quando o caminhante quer, quando o caminhante não desiste de crer, o caminho surge!

publicado por Theosfera às 07:31

Muito gente achará que a paciência é um sinal de fraqueza ou um sintoma de indecisão.

George Sand, por sua vez, achava que «a paciência não é senão uma energia».

Trata-se de uma energia que, a seu tempo, mostrará a sua força. E dará preciosos resultados.

Afinal, alguma coisa boa vem da impaciência?

publicado por Theosfera às 05:56

Hoje, 01 de Fevereiro, é dia de Sta. Viridiana, Sto. António Peregrino, Sto. André de Ségni, Sta. Maria Vaiblot, Sta. Odília de Baumgarten e Sta. Ana Michelotti.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 05:55

mais sobre mim
pesquisar
 
Fevereiro 2014
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9




Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro