O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 22 de Novembro de 2013
Será que se quer mesmo evitar a violência? Ou não se estará a lembrar demasiado a violência?

É claro que há uma violência insuportável a ser exercida pelo poder.

Mas, para sermos justos, temos de reconhecer que tal violência não é um exclusivo do poder do presente. O poder do passado também não foi especialmente benevolente.

As pessoas sabem isso.

Daí que, dado o volume de problemas, fosse mais necessário juntar as vozes e agrafar vontades do que aprofundar fracturas.

Depois, são sempre os mesmos a falar e são sempre os mesmos a ouvir.

Porque é que não se troca de posição? Porque é que o povo não vai para o palco descendo os políticos para a plateia?

Pelo que noto, o povo já concluiu que o problema não está só neste governo, embora também esteja. E que a solução não estará apenas num futuro governo, embora até possa estar.

O povo já chegou à conclusão de que tem de sobreviver não com a ajuda dos governos, mas apesar das dificuldades colocadas pelos governos.

É preciso agir, sem dúvida. Mas o foco não tem de estar no poder. Tem de estar nas pessoas. Há tanta gente a sofrer.

Mais do que exigir a demissão de alguns, exijamos a missão de todos!
publicado por Theosfera às 11:16

John Kennedy, de quem hoje tanto se fala, assinalou: «O fracasso não tem amigos».

Eu diria que o fracasso selecciona os amigos.

Os que não estão não são. Os que fogem na hora do fracasso merecerão o nome de amigos?

Amigo é para sempre. Sobretudo nas horas difíceis!

publicado por Theosfera às 10:52

Dos livros não devemos esperar apenas a verdade. Também temos de esperar os erros.

O valor de um livro é tal que até nos fornece a sabedoria do não saber.

Mariano da Fonseca, não sem alguma ironia, já nos preveniu: «As grandes livrarias são monumentos da ignorância humana. Bem poucos seriam os livros se contivessem somente verdades. Os erros dos homens abastecem as estantes»!

publicado por Theosfera às 10:49

Parece-me que, hoje mais do que nunca, temos de reaprender a modéstia.

Mas a modéstia mesmo, a modéstia a sério. Não uma modéstia para ser elogiada, e que deixaria de ser modéstia.

Consta que, ironicamente, Salgado Zenha terá dito: «Sejamos modestos. A modéstia é a melhor forma de vaidade».

Muito antes, a sabedoria judaica também alertava: «Demasiada modéstia é meia vaidade».

O importante é ser, intrinsecamente, modesto. Ou seja, que cada um, em si, abra caminhos para além de si!

publicado por Theosfera às 10:40

Hoje é dia de Sta. Cecília, padroeira dos músicos.

 

Foi presa por ser cristã e condenada à morte. Como era muito popular em Roma, por causa da sua ajuda aos pobres, foi decidido que seria morta em sua casa, para evitar protestos.

 

Prenderam-na num quarto de banhos quentes, para que morresse asfixiada. Só que, durante três dias e três noites, Cecília entoava cânticos de louvor.

 

Intrigados com tamanha resistência, os algozes tiraram-na de lá para a degolar. Por três vezes a tentativa do algoz falhou e ela foi deixada para morrer agonizando.

 

Cecília perdeu as cordas vocais e levou ainda um tempo a morrer, mas dizem que os seus cânticos puderam ser ouvidos até ao fim.

publicado por Theosfera às 00:10

Hoje, 22 de, é dia de Sta. Cecília, S. Filémon, Sta. Ápia e S. Salvador Lilli e seus Companheiros mártires.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro