O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sexta-feira, 08 de Novembro de 2013

Um país é rico quando distribui riqueza, não quando contabiliza ricos.

Portugal nem terá falta de riqueza. O problema é que ela está nas mãos de alguns (não muitos) ricos.

O «Relatório da Ultra Riqueza no Mundo» é revelador.

Em 2013, o número de multimilionários aumentou no nosso país. E, numa altura em que os nossos pobres estão mais pobres, constrange saber que os nossos ricos estão mais ricos.

Considera-se um multimilionário alguém com uma fortuna superior a 30 milhões de dólares, um pouco mais de 22 milhões de euros.

Pois em Portugal existem 870 multimilionários. Em conjunto detêm 75 mil milhões de euros!

Poucos com tanto. Tantos com tão pouco.

A crise, quando nasce, não é para todos!

publicado por Theosfera às 10:21

Os antigos diziam que os nossos olhos apontam sempre numa dupla direcção: para trás e para a frente.

Há quem só fale do que fez no passado.

Henry Fielding advertiu: «Existem pessoas que não pensam naquilo que deviam fazer, mas no que já fizeram; como se a Razão tivesse olhos atrás e pudesse ver apenas o que ficou para trás».

Há sempre caminhos para andar.

Há sempre novidades para colher.

Há sempre manhãs a nascer!

publicado por Theosfera às 09:58

Terrível doença é o orgulho. Leva sempre a olhar para qualquer ajuda com despeito.

Até o «orgulhoso» Nietzsche notou: «O orgulhoso sente despeito mesmo quando o levam para diante: olha maldosamente para os cavalos da sua carruagem».

Às vezes, pedir uma palavra, um conselho ou até um leve sinal poderia evitar muitos (e irreparáveis) danos!

publicado por Theosfera às 09:54

Há palavras que não se adequam a certos lábios.

É o preço da liberdade. Todos podem dizer tudo.

Mas a credibilidade não valoriza tudo de igual modo.

Por exemplo, a palavra «Natal» em certos lábios arrepia. Quem passa o tempo a rasteirar os outros como pode entoar loas à simplcidade desarmante do presépio?

O mesmo se passa com a palavra «sinceridade». Quem mostra não ser sincero como ousa cultuar a sinceridade?

Thomas Carlyle percebeu o essencial: «Somente o sincero é que pode reconhecer a sinceridade».

Nada como ser sincero. Mesmo que a sinceridade traga prejuízos, antes os prejuízos da sinceridade do que os benefícios da hipocrisia, da manha!

publicado por Theosfera às 09:50

A amizade resiste a tudo? Se não resiste, terá sido amizade?

Marie La Fayette garantia que «a amizade e a gratidão nada podem contra a ambição».

Não seria tão assertivo. A vida encarrega-se de fazer a necessária triagem.

De facto, há quem fique cego pela ambição. Há quem se sirva dos outros para trepar, para subir.

Há quem tenha amigos, mas não saiba ser amigo.

Há quem confunda amizade com mero amiguismo. Mas também existe o contrário.

Há quem seja incapaz de dar um passo se tal passo prejudicar alguém.

Enfim, há quem seja humano. E, por isso, amigo!

publicado por Theosfera às 09:41

Hoje, 08 de Novembro, é dia de S. Carpo, S. Papilo, Sta. Agatónica, Sta. Isabel da Trindade e S. João Duns Escoto.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:01

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro