O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 05 de Novembro de 2013

Um jornal deste dia percentualiza a taxa de decréscimo dos presentes para este Natal.

Eu até acharei isso bem.

Às vezes, muitos presentes desviam a atenção da presença de quem dá os presentes. As pessoas olham mais para as coisas do que para as pessoas.

O Natal é a evocação do melhor presente que Deus dá aos homens. Trata-se de um presente em forma de pessoa.

Decididamente, o melhor presente é o presente da presença!

publicado por Theosfera às 19:05

Quem será o mais carente? O pedinte?

O pedinte ainda consegue estender a mão. Mas já há quem não consiga sair de casa.

Atenção. Já há quem precise mais do que aqueles que precisam muito.

Onde estão, pois, os êxitos? Estamos a sair da recessão? Mas em que país? No nosso?

Antes da falar, olhem. E, em vez de festejar, chorem!

publicado por Theosfera às 10:59

A vontade é decisiva para tudo.

Robert Lee Frost, poeta norte-americano, reconheceu: «O mundo está cheio de pessoas com vontade: algumas com vontade de trabalhar e as outras com vontade de as deixar trabalhar».

E outras, acrescentaria, com vontade de as mandar trabalhar. Ou de as impedir de trabalhar!

publicado por Theosfera às 10:54

A autoridade é para exercer, não para invocar.

Quando alguém invoca a (sua) autoridade, é porque ela não reconhecida. Se calhar, nem o próprio estará seguro dela.

Atenção, pois, ao sapiente aviso de Leonardo da Vinci: «Quem discute alegando autoridade não usa a inteligência, mas a memória».

A maior autoridade não se exerce por decreto. Mas pelo exemplo!

publicado por Theosfera às 10:49

Qualquer construção necessita de materiais.

A grande construção que é a vida necessita de muitos materiais.

Muita coisa é necessária para a vida. Até o erro.

Dizia Henry Ford que «até um erro pode revelar-se um elemento necessário para um feito meritório».

Os erros também são nossos mestres. Será que estamos dispostos a aprender com eles?

publicado por Theosfera às 10:45

O que não se faz pela glória.

Tantas horas de trabalho, canseiras, às vezes também pisadelas, por uns minutos de glória.

Dizia Napoleão Bonaparte: «A glória é fugaz, mas a obscuridade dura para sempre».

Não digo que a obscuridade seja permanente. Mas a glória é, sem dúvida, passageira.

Passa tão depressa. Valerá a pena lutar por ela? Esmagar os outros por causa dela?

O que nunca deixa de valer é o bem que se faz.

O rasto do bem vale muito mais que as trombetas da glória!

publicado por Theosfera às 10:39

Difícil não é agir. Difícil é tomar a decisão certa na hora própria.

Eis o conselho de Blaise Pascal: «Devemos saber duvidar onde é necessário, afirmar onde é necessário, submetendo-nos onde é necessário. Quem assim não faz não escuta a força da razão. Há os que faltam a estes três princípios, ou tudo afirmando como demonstrativo, por não saberem fazer a demonstração; ou tudo duvidando, por não saberem onde se devem submeter; ou submetendo-se em tudo, por não saberem onde devem julgar».

 

publicado por Theosfera às 10:33

Hoje, 05 de Novembro, é dia de S. Zacarias, Sta. Isabel, Sta. Francisca Amboise e S. Caio Coreone. Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 06:06

mais sobre mim
pesquisar
 
Novembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2

3
4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro