O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 04 de Setembro de 2013

Adorar significa «encostar os lábios». Amar implica aproximar os ouvidos.

E eis que se nos depara, assim tão rapidamente, o programa da missão: mergulhar totalmente em Deus e envolver-se completamente no mundo.

Já Dietrich Bonhoeffer percebera que «o nosso ser cristão consiste apenas em duas coisas: em orar e em actuar naquilo que pode ser considerado justo pelos homens».

Não é a oração que impede a militância cívica e o indeclinável empenho nas causas da justiça.

Quem a Deus adora deixa-se (necessariamente) tocar pela urgência de uma humanidade que seja a imagem de Deus no mundo. E realize a semelhança com Deus na Terra!

publicado por Theosfera às 14:44

Fascinantes são estes tempos. Fascinantes, mas também perigosos.

Estamos marcados pelo pensamento único. Há quem proponha, como alternativa, o pensamento duplo.

Bastará? Penso no velho ditado judaico: «Se apenas tens duas alternativas, então escolhe a terceira».

O três é, de facto, «a conta que Deus fez».

O três é o número de Deus porque o três integra, ao mesmo tempo, a identidade, a diferença e a pluralidade.

O pensamento único é perigoso. O pensamento que confronta pode não bastar.

É preciso mais. É necessário muito melhor!

publicado por Theosfera às 11:05

Viva este momento como se fosse o primeiro momento da sua vida, como se fosse o último momento da sua vida, como se fosse o único momento da sua vida.

Daqui a um minuto, tente pensar o mesmo. Daqui a dez minutos, procure pensar o mesmo. Daqui a dez anos, não deixe de pensar o mesmo.

E procure viver cada momento como se fosse o único momento.

Porque, de facto, cada momento é único!

publicado por Theosfera às 10:46

A vida é uma grande escola. Com tudo se pode aprender.

A diplomacia, por exemplo, tem a sua subtileza.

A diplomacia é, muitas vezes, a arte de falar sem dizer, de denunciar sem ferir.

Millôr Fernandes sintetizou dizendo que «ser diplomata é discordar sem ser discordante».

Não é fácil operar esta síntese num tempo em que se confunde frontalidade com brutalidade.

É preciso saber elevar mais o espírito do que a voz!

publicado por Theosfera às 10:29

A vaidade é uma tentação muito forte.

Habitualmente, só quando se cede a ele é que se dá conta de que ela não traz nada de bom. Ou, melhor, não traz simplesmente nada.

Johan Huizinga afirmou: «Se alguém quisesse escrever uma história da vaidade, dominaria metade da natureza das civilizações».

Só metade?

publicado por Theosfera às 10:23

O nosso problema não é tanto perder os bens. O nosso maior problema é quando perdemos a alma.

É que, nessa altura, nem sequer nos capacitamos do que perdemos.

Aristóteles assinalou: «A alma é a causa eficiente e o princípio organizador do corpo vivente».

Sem alma, apenas se vegeta. Sem alma, apenas nos arrastamos.

Vegetar e arrastar-se será viver?

publicado por Theosfera às 10:16

Hoje, 04 de Setembro, é dia de Nossa Senhora da Consolação, S. Moisés, Sta. Rosa de Viterbo, Sta. Rosália e Sta. Maria de Santa Cecília Romana.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 06:22

mais sobre mim
pesquisar
 
Setembro 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6
7

8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro