O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 06 de Agosto de 2013

A amizade pode acabar? Não, não pode.

Se acaba é porque, na verdade, nunca tinha começado.

Amigo uma vez tem de ser amigo sempre, como lembrava Alexandre O'Neill. 

Daí que Sto. Aelredo de Rivaulx tenha concluído de forma assertiva: «Uma amizade que acaba nunca foi verdadeira amizade».

O problema é que tudo isto só se consegue saber depois. E é muito desconfortável perceber que algo que imaginávamos ter acontecido afinal não aconteceu.

A ilusão fascina, mas também magoa.

Temos de estar preparados para tudo. E temos de estar reconhecidos às excepções.

Ainda há amigos para sempre. Ainda há quem demonstre que a amizade pertence ao que não passa!

publicado por Theosfera às 22:52

O Credo não fala só de Deus. O Credo também fala do homem na sua relação com Deus.

No fundo e como adverte Timothy Radcliffe, «o Credo brinda-nos com um outro modo de contar a história da humanidade. O Credo é uma história de amor».

Enquanto história de fé, só pode ser história de amor.

Só há fé quando existe amor. O amor é a fé vivenciada!

publicado por Theosfera às 22:23

E eis que, à medida que Agosto cresce, o tempo parece que decresce.

A mancha diurna de cada jornada vai-se encolhendo.

A noite visita-nos mais cedo. O sol vai acordando um pouco mais tarde.

Confesso que a companhia deste sopro crepuscular apazigua o espírito e tonifica a vontade.

É como se a natureza estivesse a pedir-nos mais tempo para meditar, para calar, para olhar o que, habitualmente, não é visto: o lado de dentro!

publicado por Theosfera às 21:35

Nós, os crentes, não podemos ignorar que somos cidadãos do céu.

Mas também não podemos esquecer que somos habitantes da terra.

Deus está presente no céu. Mas também não está ausente na terra.

Não podemos subestimar os nossos deveres para com a terra.

Não há céu sem terra. O céu começa na terra.

Quanto mais nos empenharmos na justiça e na paz na terra, tanto mais estaremos a antecipar o céu.

Não fechemos os olhos à realidade.

Deus (também) está aqui. Em cada ser humano!

publicado por Theosfera às 10:05

Diz a parábola que havia três irmãos (a água, o nevoeiro e a vergonha) que, um dia, resolveram apartar-se.

Para facilitarem o reencontro, combinaram o lugar onde cada um estaria. A água andaria pelo fundo das terras e o nevoeiro pelos vales.

O problema era a vergonha. Quem a perdesse, nunca mais a encontraria!

publicado por Theosfera às 10:00

Para muitos, o «argumento» decisivo é o estômago. É pelo estômago que tentam convencer os outros.

Samuel Jonhson assinalou: «Quem não se importa com o próprio estômago, dificilmente se importará com outra coisa».

Eu julgo que não. O «estômago» não é tudo. Muito menos, o nosso «estômago».

Há mais vida para lá de nós!

publicado por Theosfera às 09:53

A moral pode não ser científica. Mas a ciência não pode ser moral.

Eis o que pensava Jules Poincaré: «Não é possível que exista uma moral científica; mas também não é possível que haja uma ciência imoral».

O problema é que nem sempre a ciência está imune ao assédio da imoralidade. A moral é sempre necessária. E cada vez mais indispensável!

publicado por Theosfera às 09:48

Pensar é aliciante, mas não é fácil.

Pensar pela própria cabeça (e não apenas pela cabeça dos outros) acarreta, geralmente, um preço muito elevado.

Já Lichtenberg notava: «Nada contribui mais para a serenidade da alma do que não termos qualquer opinião».

Mas esta é uma serenidade pela negativa.

Bela é a serenidade de assumirmos o que pensamos e o que vivemos.

Sem arrogância. Mas também sem vergonha. Somente (e sempre) com coerência!

publicado por Theosfera às 09:41

Da aurora dos tempos vem-nos, via Pitágoras, um precioso (e imprescritível) conselho: «Escuta e serás sábio. O começo da sabedoria é o silêncio».

Diria que é o começo e, não poucas vezes, o meio e o fim. Da sabedoria e de (quase) tudo!

publicado por Theosfera às 09:23

Foi em Hiroshima, em 1945.

Completam-se, hoje, 68 anos do lançamento da primeira bomba atómica.

A segunda guerra caminhava para o fim, mas a paz estava longe de ser garantida.

Ficou demonstrado que o potencial destruidor do Homem é brutalmente forte.

publicado por Theosfera às 07:05

Hoje, 06 de Agosto, é dia da Transfiguração do Senhor (festa celebrada, em alguns locais, como do Santíssimo Salvador), S. Justo e S. Pastor.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 05:59

mais sobre mim
pesquisar
 
Agosto 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3

4
5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro