O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 31 de Julho de 2013

Há coisas que não dependem só de nós. A confiança, por exemplo.

Confiar pressupõe que se mereça confiança. Quando não há confiança, há engano.

Joseph Joubert avisou: «Pode-se, à força de confiança, colocar alguém na possibilidade de nos enganar».

Mas, no limite, antes ser enganado que enganar. Confiar é um risco.

Se arriscamos, podemos perder. Mas se não arriscamos, estaremos perdidos.

Neste mundo desconfiado, ainda há quem mereça confiança. Toda a confiança!

publicado por Theosfera às 09:55

1. Este é um Papa que fala. Que fala muito. Que fala sempre.

Pode dizer-se que este é um Papa que fala mesmo quando não fala. Que fala até quando cala.

 

2. De facto, este é um Papa que fala e não só por palavras. Este é um Papa que fala para lá das palavras.

Este é um Papa que fala pelos lábios e que fala — ainda mais — com a vida. Este é um Papa cujos lábios são a ressonância fiel da sua vida.

 

3. Este é um Papa que, apesar de eloquente, põe a coerência acima da eloquência.

O segredo da sua eloquência está na sua (irrepreensível) coerência.

 

4. Este é um Papa que fala de baixo para cima e não de cima para baixo. É um Papa que faz chegar aos de cima o clamor das dores esquecidas dos de baixo.

É por isso que ele não precisa de falar alto para se fazer ouvir longe. Porque a sua é uma voz que está perto dos que estão longe, nas periferias.

 

5. Os discursos do Papa não são tecidos de ornamentos soporíferos. Eles são entretecidos com uma poderosa substância: o seu testemunho de vida.

Ele não quer parecer assim. Ele é assim. É o que mostra e mostra o que é.

 

6. Ele até poderia dispensar as palavras já que os seus gestos dizem praticamente tudo. Os simples entendem. E, por isso, acorrem. E, por isso, aderem.

Francisco de Roma faz ecoar Francisco de Assis, que disse: «Quando os gestos são fortes, até as palavras se dispensam».

 

7. Ao aterrar no Brasil, pediu que o deixassem entrar pela «porta do coração».

Este é um Papa que faz o que as pessoas simples fazem. Sorri, cumprimenta, abraça, beija, afaga, acolhe.

 

8. Francisco respira Evangelho e faz-nos suspirar pelo Evangelho.

O nosso problema será pensar que acrescentar equivale a ampliar. Nem sempre, porém. Acrescentar ao Evangelho acaba por levar a amputar o Evangelho.

 

9. Não faltará quem receie uma Igreja demasiado despojada. Mas só uma Igreja descentrada conseguirá ser uma Igreja recentrada: recentrada em Deus, recentrada no ser humano, enfim recentrada no Evangelho.

Não foi o Evangelho que a Igreja recebeu de Jesus? 

 

10. Haverá quem ache que uma Igreja confinada ao Evangelho é pouco.

Acontece que uma Igreja confinada ao Evangelho não é pouco. É muito. É o bastante. Não será tudo?

publicado por Theosfera às 09:51

A família não se esgota no sangue.

Costuma dizer-se que amigo é o irmão que se escolhe, o irmão que a vida nos oferece.

Todo o irmão é um grande amigo. Todo o amigo acaba por ser um grande irmão (sem conotações «orwellianas»).

Deschamps afirmou: «Amigos são familiares que cada um escolhe sozinho».

Nada devia haver entre as pessoas senão amizade, sempre amizade, só amizade!

publicado por Theosfera às 09:34

Oscar Wilde encontrou sempre na provocação o alimento do seu génio, o fio condutor da sua imorredoura popularidade.

Sobre a relação entre pais e filhos assinalou: «No início, os filhos amam os pais. Depois de um certo tempo, passam a julgá-los. Raramente ou quase nunca lhes perdoam».

Será? Mas dá (muito) que pensar!

publicado por Theosfera às 09:29

Hoje, 31 de Julho, é dia de Sto. Inácio de Loiola (fundador da Companhia de Jesus) e S. Germano.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 05:54

mais sobre mim
pesquisar
 
Julho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro