O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 25 de Junho de 2013

Tudo muda na vida. Muda o tempo.

E, com o tempo, muda o espaço. O mesmo espaço altera-se ao longo do tempo.

O ocidente abandonou o campo, embora muitos procurem, agora, regressar a ele.

O ocidente deixou de ser rural, passando a ser urbano.

A perda da ruralidade não redundou, porém, em ganho de urbanidade.

Falta urbanismo e escasseia urbanidade na própria urbe.

Como avisa Luís Bettencourt, a cidade é cada vez mais um «reactor social».

Os nomes mantêm-se. Mas olhar para Lisboa, Porto ou Coimbra de agora não é a mesma coisa que olhar para Lisboa, Porto ou Coimbra de outrora.

Hoje, as cidades são sobretudo corredores. Muitos carros, muita gente, muita vida?

Há cidades que se agigantam no tamanho, mas tolhem-se em criatividade.

As cidades tendem a copiar-se. São feitas de estereótipos, de ideias feitas.

Creio que ainda é possível devolver a felicidade à cidade!

publicado por Theosfera às 11:06

Para fazer grandes coisas, precisamos de capacidade, mas também não podemos dispensar o perigo.

Luc de Clapiers achava que, «para se executarem grandes coisas, há que viver como se nunca devêssemos morrer».

Eu diria que é precisamente porque morremos que gostamos de deixar marcas na vida.

Já que não ficamos nós, que fiquem as nossas obras.

Fundamental é que essas obras sejam boas. Que saibam a bem. E que respirem paz!

publicado por Theosfera às 10:43

É possível que Condessa Diane tenha razão: «Há quem tenha coragem para afrontar desgraças conhecidas e receie uma nuvem: a imaginação é que produz o medo».

O desconhecido atemoriza mais. Por ser desconhecido!

publicado por Theosfera às 10:38

«Os princípios são os princípios, nem que o sangue tenha de correr pelas ruas!».

Rudyard Kipling chama a atenção para a importância dos princípios.

Mas grande e fundamental princípio é não verter sangue de nenhum ser humano.

A vida humana é o valor maior e a base do princípio supremo!

publicado por Theosfera às 10:36

«A arte não é outra coisa senão a força de sugestão de um detalhe».

Esta percepção de Álvaro Corrado reconduz-nos ao núcleo de tudo o que é belo.

A beleza de um conjunto repousa, quase sempre, na beleza do pormenor.

Há pequenas coisas que fazem toda a diferença: numa obra, num texto, numa vida!

publicado por Theosfera às 10:21

Hoje, 25 de Junho, é dia de S. Próspero de Aquitânia, S. João de Espanha e S. Guilherme de Vercelli.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:04

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro