O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Segunda-feira, 24 de Junho de 2013

Os santos conseguem sempre surpreender-nos.

S. Bernardo não via na tranquilidade uma vantagem para a Igreja: «É amarga a vida da Igreja quando é perseguida pelos tiranos; ainda mais o é quando é dividida por causa dos hereges; mas atinge o seu clímax quando está tranquila e sossegada».

A Igreja só encontra paz quando se inquieta, não quando se aquieta.

A paz para a Igreja está no ir ao encontro dos outros, dos que sofrem, dos que estão nas periferias!

publicado por Theosfera às 13:06

Crítico é o estado de Nélson Mandela. Mais crítico (diria) é o estado do mundo que não aprende com homens como Mandela.

Nem a morte apagará o seu testemunho de vida como «madiba»(reconciliador).

A minha humilde prece por tão emérita figura!

publicado por Theosfera às 10:06

Muito se discute o estado da educação. Não falta quem defenda cortes na educação.

Caminho perigoso este.

Acham que a educação é cara? Já dizia Derek Bok: «Se acham que educação é cara, experimentem a ignorância».

Nunca é excessivo o investimento na educação!

publicado por Theosfera às 10:01

Muitas vezes, só depois de as coisas acontecerem é que as incoporamos verdadeiramente.

Marcel Proust reconheceu: «A realidade apenas se forma na memória; as flores que hoje me mostram pela primeira vez não me parecem verdadeiras flores».

Precisamos de despertar. Precisamos de ser pontuais em relação à vida!

publicado por Theosfera às 09:56

Coisa bela é a imaginação. Coisa bela, mas potencialmente perigosa.

Mario Melloni sustentou: «A imaginação é mãe das ideias, mas raramente sabe educar as suas filhas».

Esse é, de facto, o problema.

Sem imaginação não há ideias.

Mas não basta a imaginação. É preciso que as ideias, suas filhas, aterrem na realidade, na história, na vida!

publicado por Theosfera às 09:50

Dante Alighieri: «Quanto maior é a sede, maior é o prazer em satisfazê-la».

As dificuldades na subida tornam mais reconfortante a chegada.

Decididamente, não é a facilidade que oferece felicidade.

O que é difícil desgasta, mas também conforta.

Superar uma adversidade confere uma sensação indescritível, uma paz imensa!

publicado por Theosfera às 09:41

S. João Baptista, cujo nascimento hoje celebramos, era austero, mas não austeritário. Ou seja, vivia a austeridade na sua vida, mas não a impunha aos outros.

Era exigente consigo, mas indulgente com os outros.

É claro que denunciava os excessos e a ostentação. Pugnava pela sobriedade nas palavras e nos gestos.

Eis uma diferença que importa anotar. Hoje em dia, não falta quem imponha a austeridade. Mas para os outros...

publicado por Theosfera às 06:11

Este era um homem de fibra,

um homem autêntico, honesto e bom.

 

Celebramos, hoje, o nascimento de João,

aquele que veio preparar os caminhos do Senhor.

 

Foi sempre corajoso, honesto e íntegro.

Não se deixou vergar. Não se deixou vender.

 

Foi igual a si próprio. Procurou ser fiel a Deus.

Não veio para dizer o que as pessoas gostavam de ouvir.

Veio para dizer o que as pessoas precisavam de escutar.

 

Obrigado, Senhor, pela coragem de João,

aquele que Te baptizou nas água do Jordão.

 

Obrigado, Senhor, por não ter vacilado nas horas difíceis

e por ter olhado sempre em frente, sem hesitar.

 

Obrigado, Senhor, por este homem sem calculismos.

Obrigado pela sua lição de vida:

«É preciso que Ele (Jesus) cresça e eu diminua»!

 

Obrigado também pela sua simplicidade e despojamento.

João não se vestia com grandes roupas nem se banqueteava em refeições opulentas.

 

Obrigado, Senhor, pela frugalidade de João.

Num tempo de tantos desperdícios, dá-nos a ousadia da partilha e da solidariedade.

 

Dá-nos, Senhor, a força para anunciar, com os lábios e com a vida,

que Tu és o Cordeiro que tira o pecado do mundo.

 

Que desapareçam os calculismos e as ambições.

Que em nós arda o vigor de João.

 

Que nós sejamos capazes de viver para Ti

como João viveu para Ti.

 

Que os nossos lábios Te anunciem

como os lábios de João Te anunciaram.

 

Que o nosso coração esteja voltado para Ti

como sempre esteve o coração de João.

 

Que nós sejamos capazes de Te mostrar a todos

como João Te mostrou.

 

Que nunca recuemos nas dificuldades

como João nunca recuou.

 

Que o nosso testemunho perdure até ao fim

como perdurou o testemunho de João.

 

Que nos demos inteiramente

como João se doou.

 

Obrigado, Senhor, pela vida deste grande homem.

Obrigado pela lição da sua vida.

 

Obrigado pela entrega total do seu ser.

Que os nossos lábios e que a nossa vida mostrem quem Tu és,

JESUS!

publicado por Theosfera às 06:10

Hoje, 24 de Junho, é dia do nascimento de S. João Baptista e de Sta. Raingarda.

Refira-se que S. João Baptista, dada a sua extrema popularidade, é padroeiro dos cuteleiros, espadeiros, alfaiates e peleiros.

É invocado contra os espasmos, as convulsões, as epilepsias e o granizo.

É também considerado protector dos cordoeiros.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 06:05

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro