O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Terça-feira, 04 de Junho de 2013

A vida é paradoxal.

Muitas são as vezes em que no silêncio descobrimos o valor da palavra e na solidão reencontramos a importância da presença.

Hoje, o silêncio e a solidão constituem uma carência. E despontam cada vez mais como uma urgência.

Deus é a palavra que ecoa no nosso silêncio.

Deus é a presença que preenche a nossa solidão!

publicado por Theosfera às 11:41

Pensar é necessário e cada vez mais decisivo.

Mas não basta. Ou, melhor, pensar não basta quando cada um pensa apenas em si.

Descartes proclamou: «Penso, logo existo».

Sampaio da Nóvoa acaba de ressalvar: «Penso nos outros, logo existo».

Pensar, afinal, tem de ser sempre «compensar», pensar com os outros, para os outros!

Sem os outros, somos vazios. Não existimos!

publicado por Theosfera às 10:22

«Não poderemos conservar por muito tempo os sentimentos que devemos a amigos e benfeitores, se nos permitirmos falar dos seus defeitos demasiadas vezes».

La Rochefoucauld tem razão.

Quando se fala demasiado nos defeitos, é porque a amizade também é defeituosa.

A amizade, em si mesma, já é um feito. Sobreleva todos os defeitos!

publicado por Theosfera às 10:17

Frederico II não hesitava: «Mais vale perder uma província do que dividir as forças com as quais se espera a vitória».

Dividir só os bens por todos. Quanto ao resto, mais vale unir do que ganhar desunidamente.

Aliás, a unidade é a grande, a maior e, a bem dizer, a única vitória!

publicado por Theosfera às 10:15

Aristófanes achava que «quem é sábio, aprende muito com os seus inimigos». Até com os seus inimigos. Sobretudo com os seus inimigos?

Os caminhos da sabedoria são improváveis!

A sabedoria tem um lado insondável. E, por isso, surpreendente!

publicado por Theosfera às 10:11

O nome signfica Praça da Paz Celestial (Tiananmen), mas, há 24 anos (4 de Junho de 1989) foi palco de um dos massacres mais sangrentos da História Contemporânea.

Naqueles dias, gritava-se justiça e pedia-se liberdade.

Os tanques apareceram. Mais de 500 pessoas morreram.

A prosperidade chegou, mas a justiça e a liberdade continuam ausentes.

Até quando?

publicado por Theosfera às 00:32

Hoje, 04 de Junho, é dia de S. Tiago de Viterbo, S. Pedro de Verona, Sta Clotilde e S. Francisco Caracciolo.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 00:30

Devíamos ser formados para cooperar. Mas estamos a ser formatados para competir.

Eis, em último caso, o logro do sistema educativo que nos querem impor.

Eis o logro de um sistema educativo que, no fundo, nos prepara mais para vencer o outro do que para ir ao encontro do outro.

Uma breve ressonância de uma (desassombrada) intervenção do teólogo Henrique Pinto. Agora mesmo, na RTP!

publicado por Theosfera às 00:26

mais sobre mim
pesquisar
 
Junho 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1

2
3
4
5
6
7
8

9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro