O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Quarta-feira, 08 de Maio de 2013

1. Quase toda a gente fala de Deus e muita gente assume até falar com Deus. Aquela que se pensava ser uma «era pós-religiosa» parece que deu origem a uma «época neo-espiritual».

 

Boaventura Sousa Santos acertou em cheio: «Do êxodo de Deus passámos ao êxito de Deus».

 

 

 

2. Na verdade, Deus está de novo em alta. Mas de que Deus se trata?

 

De que — ou de quem — falamos quando falamos de Deus?

 

 

 

3. Há dias, o Papa Francisco denunciava «um "deus-spray" que está em todos os lugares, mas não se sabe o que seja».

 

De facto, a fé não se queda em generalidades. A fé é muito concreta, pessoal: «Nós acreditamos no Deus que é Pai, que é Filho, que é Espírito Santo, acreditamos em Pessoas. E quando falamos com Deus, falamos com pessoas».

 

 

 

4. O papel da Igreja tem de ser o de um despertador e não o de uma «baby-sitter».

 

A imagem também pertence ao Papa Francisco, que rejeitou uma Igreja feita de rotinas, em que os fiéis se contentam com o mínimo.

 

 

 

5. Para o Santo Padre, a Igreja não é chamada a ser uma «baby-sitter», cuja missão seria entreter e adormecer as pessoas.

 

Na verdade, pode haver a tentação de «pensar: "fui baptizado, fiz a primeira comunhão, a confirmação, o meu bilhete de identidade está em ordem. Agora posso dormir tranquilo: sou cristão"».

 

 

 

6. Não é esta, porém, a missão da Igreja. A missão da Igreja é ser autenticamente mãe: uma mãe que gera, acolhe, integra e caminha com quem está no caminho.

 

Isto há-de repercutir-se não apenas na forma como a Igreja se concebe, mas também no modo como a Igreja se apresenta.

Ela não pode ser vista como um mercado — um «mercado religioso» —, dirigido por «administradores» que estão à espera de «clientes».

 

 

 

7. Como nota o Santo Padre, «uma Igreja que se reduz ao administrativo é uma Igreja que, a longo prazo, adoece». A Igreja tem de ir ao encontro das pessoas até para que as pessoas voltem a vir ao encontro da Igreja.

 

Caso contrário, as igrejas correm o sério perigo de se tornarem locais de turismo em vez de se afirmarem como lugares de oração.

 

 

 

8. Se, como alerta Medard Kehl, compararmos o número de fiéis que participam na Missa com o número de turistas que visitam as igrejas, arriscamo-nos a fazer da Igreja (sobretudo na Europa) um mero, ainda que precioso, monumento.

 

 

 

9. É bom que as portas das igrejas nunca se fechem a quem nelas pretende entrar.

 

Mas o fundamental é que a porta da Igreja esteja sempre aberta para que dela possa sair um sopro de esperança para a humanidade.

 

 

 

10. É preciso que a vida esteja na Igreja. E é urgente que a Igreja esteja na vida.

 

É para isso que ela existe. Só para isso. Sempre para isso!

 

publicado por Theosfera às 18:54

Um estudante foi morto. E a festa não parou.

Festejar e beber, dizem, também será uma forma de fazer luto. Beber, acrescentam, é um modo de homenagear.

Eis a síntese do que acabei de ler, sem perceber. Perceber também não quero.

Talvez esteja a sofrer de obstrução mental. Talvez seja de um tempo outro.

Não me levem a mal. Tudo isto me faz uma enorme confusão!

publicado por Theosfera às 10:49

Os direitos pressupõem deveres. Os direitos de todos têm de despontar como deveres para cada um.

Bem avisado andou, pois, Raymond Polin: «Reivindicar direitos sem proclamar obrigações é querer o impossível; é jogar aos impossíveis e às catástrofes».

Para meditar!

publicado por Theosfera às 10:30

Sempre pressenti (e, como dizia Camões, «o coração pressago nunca mente», embora se engane) que, para Mourinho, a Inglaterra era o país indicado e o Manchester United o clube ideal.

Os ingleses têm aquele «pedigree» no futebol que Mourinho tanto aprecia.

Na Inglaterra, o futebol pode não ser sempre um primor, mas é alegria, explosão, rasgo, envolvimento.

O ícone de tudo isto é precisamente o Manchester, muito por obra de Alex Ferguson. 26 anos depois, ele vai sair.

A intimidade que patentearam no recente jogo da Liga dos Campeões deixa entrever que Mourinho pode ser o sucessor desejado do escocês.

Em Manchester, Mourinho reencontrará uma grande equipa. Em Madrid, tinha encontrado uma grande montra.

O Real tem muitas estrelas que se ofuscam mutuamente. Manchester oferecerá a Mourinho um firmamento desanuviado para que o futebol possa brilhar.

Será mesmo Manchester a próxima etapa de Mourinho?

publicado por Theosfera às 10:24

Se repararmos, o engenho humano consegue provar tudo e o seu contrário.

Há argumentos igualmente irrefutáveis para todas as perspectivas, mesmo para as mais esdrúxulas.

Alain notou: «Prova-se tudo o que se quer; a verdadeira dificuldade está em saber o que se quer provar».

O importante é ter um desígnio na vida e não perder a direcção da existência. Se oscilamos por causa das provas, acabamos perdidos.

É importante provar todas posições. Mas o decisivo é provar (e saborear) a vida!

publicado por Theosfera às 10:11

«A natureza cria o mérito, a fortuna põe-no em acção».

La Rochefoucauld mostra-se pertinente.

Não basta ter talento.

Sem aquela conjugação de factores aleatórios (conhecidos pelo nome de sorte), tudo se pode desmoronar!

publicado por Theosfera às 10:07

Célebre a convicção de Fidel Castro: «A história absolver-me-á».

Trata-se de confiança no juízo futuro?

Ou também de reconhecimentos de erros passados?

publicado por Theosfera às 10:04

Acaba de dizer o Papa Francisco: «Os carreiristas fazem um grande mal à Igreja».

Sem dúvida.

Porque levam tudo à frente. Porque só pensam neles. Porque, em vez de caminhar, só gostam de pisar.

Na Igreja, não pode haver carreira. Só pode haver missão!

publicado por Theosfera às 09:56

Hoje, 08 de Maio, é dia de Nossa Senhora Medianeira de Todas as Graças, S. Bonifácio IV, S. Bento II, Sta. Francisca Ulrica Nish, Sta. Maria Catarina de Sto. Agostinho, Sta. Madalena de Canossa, S. Jeremias de Valáquia e S. Luís de Rábata.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:00

mais sobre mim
pesquisar
 
Maio 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4

5
6
7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro