O acontecimento de Deus nos acontecimentos dos homens. A atmosfera é sempre alimentada por uma surpreendente Theosfera.

Sábado, 20 de Abril de 2013

Há quem diga que a religião se tornou um comércio. Mas também não falta quem alegue que o mercado se converteu numa religião.

E, se pensarmos no que disse Giorgio Agamben, os sintomas são eloquentes: «O capitalismo é, realmente, uma religião. Celebra um culto ininterrupto cuja liturgia é o trabalho e cujo objecto é o dinheiro. Deus não morreu; tornou-se dinheiro [isto, confesso que me arrepia!]. O banco assumiu o lugar da igreja os funcionários tornaram-se os seus sacerdotes».

Como sublinha Tolentino de Mendonça, «não basta perguntar sobre o que temos feito do nosso dinheiro». É preciso interrogarmo-nos também sobre «o que é que o nosso dinheiro fez de nós»!

publicado por Theosfera às 12:05

Parece elementar, mas, às vezes, temos dificuldade em aceitar.

A noite faz parte do dia. A obscuridade acompanha-nos. O mistério preenche-nos.

A claridade não surge a toda a hora. É preciso esperá-la, atendê-la.

Junot Díaz, um dos escritores mais renomados da nova geração, assume que «não perceber faz parte da literatura. Se quisermos que tudo seja sempre claro, é porque estamos a fazê-lo mal».

Se a literatura só tivesse lugar para aquilo que se apreende de imediato, que lugar haveria para Pessoa ou para Kafka?

publicado por Theosfera às 11:36

O ar do tempo consegue fazer os que as forças policiais fazem e com menos esforço: aprisionam-nos e nem sequer damos conta.

Quando nos apercebemos, notamos que pensamos como (quase) toda a gente. Em vez de pensamento próprio, passamos a seguir o senso comum.

As grandes referências são substituídas por influências difusas, vaporosas, sem grandes raízes nem horizontes!

publicado por Theosfera às 11:26

Para qualquer serviço, até para o mais modesto, exigem-se qualificações académicas.

É sinal de que a formação aumentou.

Espantará, por isso, que, para as funções políticas, nenhuma qualificação académica seja requerida.

Já, no século XIX, Stevenson notou: «A política é, talvez, a única profissão para a qual se pensa que não é precisa nenhuma preparação».

De facto, este é o ponto. A ausência de qualificações não é o mesmo que falta de preparação.

O mundo está cheio de pessoas com poucas qualificações, mas com enorme preparação.

O problema é mesmo a falta de preparação. Que afecta até muitos que ostentam altas qualificações.

A política não se casa com o improviso. Nem com a presunção!

publicado por Theosfera às 11:23

No fundo, andamos todos mais irmanados do que as nossas querelas sugerem.

Basta pensar no que disse o grande Padre António Vieira: «Todos imos embarcados na mesma nau, que é a vida, e todos navegamos com o mesmo vento, que é o tempo»!

publicado por Theosfera às 11:15

A morte é fim? Sim.

A morte também é princípio? Também.

Como dizia Clément Marot, «a morte é fim e princípio da vida»!

publicado por Theosfera às 11:11

«Quem nunca procurou a verdade com certeza nunca errou».

Eis o alerta de Saltykov-Stcherdrine. Mas, se calhar, quem nunca procura é quem sempre acaba por errar.

Não há pior erro do que desistir de procurar!

publicado por Theosfera às 11:07

«Com licença». «Faça favor». «Muito obrigado».
São expressões pequenas que mostram sentimentos grandes.

São palavras simples que revelam valores profundos.

São palavras e expressões que definem quem as diz e desvanecem quem as ouve.

São palavras e expressões que deveríamos usar cada vez mais. Mas que escutamos cada vez menos!

publicado por Theosfera às 07:39

Muito se fala de consenso. Ou, melhor, da ausência de consenso.

Para nosso mal, o consenso estabelece-se mais pela negativa do que pela positiva.

Há mais consenso quando não há compromissos, nem decisões, nem acções.

Será mesmo impossível combinar pensamento próprio e actuação comum?

publicado por Theosfera às 07:35

Hoje, 20 de Abril, é dia de Sta. Inês de Montepulciano, S. Marcelino de Embrun e Sta. Oda.

Um santo e abençoado dia para todos!

publicado por Theosfera às 07:10

mais sobre mim
pesquisar
 
Abril 2013
D
S
T
Q
Q
S
S

1
2
3
4
5
6

7
8
9





Últ. comentários
Sublimes palavras Dr. João Teixeira. Maravilhosa h...
E como iremos sentir a sua falta... Alguém tão bom...
Profundo e belo!
Simplesmente sublime!
Só o bem faz bem! Concordo.
Sem o que fomos não somos nem seremos.
Nunca nos renovaremos interiormente,sem aperfeiçoa...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
Sem corrigirmos o que esteve menos bem naquilo que...
online
Number of online users in last 3 minutes
vacation rentals
citação do dia
citações variáveis
visitantes
hora
Relogio com Javascript
relógio
pela vida


petição

blogs SAPO


Universidade de Aveiro